Domingo, 20 de Dezembro de 2009

Soneto erótico (2009)

Desde que nenhum deles se imponha

um relacionamento é pura diversão

haja criatividade no acto de paixão

quer ela nele, quer ele nela se ponha

 

Ninguém nega um desejo que sonha

todos querem viver a perfeita relação

onde possam perder toda a inibição

e de corpo nu perder toda a vergonha

 

Contorcionismo, corpos entrelaçados

abraços e carícias, toques desinibidos

frenesim em acto de absoluta magia

 

Kamasutra explorado, corpos suados

violência de odores e bravios gemidos

sexo descomplexado, virtuosa poesia

 

 

 

tags:
publicado por manu às 08:44
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Breizh da Viken a 20 de Dezembro de 2009 às 14:27
Olá Manu,

Soneto inspirado!

Destaco estes versos:

"abraços e carícias, toques desinibidos"

"violência de odores e bravios gemidos"


beijo

De manu a 20 de Dezembro de 2009 às 19:08
Olá Poetamorrente! Influência da poesia erótica que estou a ler. Beijos
De rosafogo a 20 de Dezembro de 2009 às 22:01
Virei com mais tempo ler o que entretanto perdi,
hoje venho desejar-lhe um Bom Natal, com muita saúde
muito Amor e paz e que o Ano Novo lhe traga tudo o
que o amigo deseja.

um abraço
da rosa
De manu a 20 de Dezembro de 2009 às 22:21
Olá Rosafogo! Bem aparecia seja. Obrigado pelos votos que são recíprocos. Abraço.
De Mírtilo MR a 23 de Dezembro de 2009 às 00:13
Manu:

«Desde que nenhum deles se imponha», «...», «sexo descomplexado, virtuosa poesia».
Soneto de igualitária troca de (mútuo) desejo, sem nenhum dos dois protagonistas perder, ambos ganhando, ganhando-se um ao outro, ao mais íntimo um do outro, e ganhando o melhor recanto da vida ou a nesga possível e talvez mais atraente de paraíso da vida, ainda que depois, qual oásis de poético prazer espiritual que temos de abandonar por algum tempo ou para sempre, tenhamos de arrefecer e ir combater pela vida, em batalhas renovadas dia a dia, e se for com a certeza, ou pelo menos com a esperança, de se voltar à «virtuosa poesia [sexual]», então purificar-nos-emos de novo do (des)humano batalhar.
Manu, tenho andado mais ou menos arredado das lides internéticas, motivo por que não tenho passado por aqui. Pouco tenho até mexido no meu quase inexpressivo blogue, actualizando-o quase só mês a mês.
Envio votos de um feliz Natal e de um bom Ano Novo, com a concretização dos sonhos que dentro de si baloicem, assim como para todos os seus familiares.

Um abraço.
Mírtilo
De manu a 24 de Dezembro de 2009 às 02:22
Amigo Mírtilo! A falta dos seus comentários, sempre avisados, fez-se sentir.Também eu ando com o tempo limitadíssimo e compreendo perfeitamente a dificuldades que é ter de deixar de lado, mesmo que provisoriamente, alguns prazeres, neste caso os blogues.
Retribuo os votos de boa quadra natalícia com tudo de bom; AMOR, PAZ, FRATERNIDADE e acima de tudo SAÚDE. Um grande abraço.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter