Domingo, 10 de Janeiro de 2010

O tempo é fugaz - acróstico (2010)

Oculto entre cada segundo

Temos o tempo que corre
Em ímpetos de vagabundo
Mordaz, nem lhe ocorre
Parar e olhar bem o mundo
Ocupado, assim se escorre

É cruel com quem o sente

Fugindo a todo o instante
Um mero libertino indigente
Goza por nos ser importante
Atroz, vilipendia toda a gente
Zomba por nos faltar, tratante

tags:
publicado por manu às 10:01
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Breizh da Viken a 12 de Janeiro de 2010 às 20:56
Gostei Manu,

Comigo é coisa que me falta sempre... urge...

Stresso bastante com a fata de tempo!

beijo
De manu a 13 de Janeiro de 2010 às 04:11
Olá Poetamorrente! É um mal que também eu me tenho queixado ultimamente. Beijo

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter