Domingo, 7 de Março de 2010

O meu mundo *

O meu mundo desmorona-se peça por peça

Para além de mim, não há quem o impeça

Eu não tenho vontade nenhuma de o impedir

Se tudo em volta ruir, ficam os escombros

Aproveito e sacudo todo o peso dos ombros

Não sobrará um grão de poeira por sacudir

 

Meu mundo desmorona-se neste momento

Sinceramente eu digo que não o lamento

Pouco do que tenho me poderá fazer falta

Apenas quero guardar os livros de poesia

Somente eles me deram motivos de alegria

E com eles quero poder regressar à ribalta

 

Meu mundo desmorona-se a cada instante

Não tenho pena, não era nada de relevante

Apenas uma vida que caminhava no vazio

Vou começar tudo de novo, tudo do zero

Ser egoísta e refazer as coisas como quero

Reconstruindo de acordo com o meu feitio

 

* Poema extraído do meu livro AMADOR DO VERSO

tags:
publicado por manu às 16:10
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Simbologia do aMoR a 8 de Março de 2010 às 18:11
Oi Manu

Nosso mundo e nossa vida é assim mesmo!
Desmorona-se aos poucos, a cada dia.
Mas o importante é o que fizemos e nos alegramos.
O retante... É como a água do rio, devemos percorrer e dar a volta por cima ou contornar.

Abraço
De manu a 9 de Março de 2010 às 01:44
Olá Vera! É a vida na sua corrida em direcção à meta final. Abraço.
De Breizh da Viken a 9 de Março de 2010 às 20:37
Leio este poema especialmente o verso em que escreves que só apenas queres guardar os teus livros de poesia e penso:

Os teus amigos são nada?! Quem te admira... nada interessa... assim é a vida... assim é a rota dos sentimentos... dar sem nada pedir em troca!

beijo

De manu a 10 de Março de 2010 às 02:27
Olá Breizh! A poesia é momento e cada momento tem as suas particularidades. Aliás, tudo na vida são momentos e eu escrevo momentos. Beijo.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter