Domingo, 2 de Novembro de 2008

Dilemas (2008)

Não sei bem o que posso fazer

estou num fundo poço de dilemas

o tempo passa lesto, a correr

tenho uma gaveta cheia de poemas

 

Foram todos escritos por mim

destinados a uma única pessoa

uma musa que me inspirou assim

só pode ser uma musa de alma boa

 

São poemas de um amor impossível

que vivi e continuo agora a viver

são poemas de amor, é possivel

que alguém os pretenda ler

 

Têm todos o mesmo nome

são uma história, uma saga

são uma vida que me consome

que me corrói e me estraga

 

Não sei bem o que posso fazer

criar ou não um novo blog

e algum interesse vir a perder

num denso nevoeiro, num fog

 

Peço ajuda a quem me ouvir

quero ouvir quem me leia

tenho ainda muito que decidir

sinto-me preso numa teia

 

São mais de cem os ditos poemas

que na gaveta estão guardados

quero solução p'rós meus dilemas

quero vê-los todos solucionados

 

sinto-me: num dilema
publicado por manu às 18:37
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De MBeirão a 2 de Novembro de 2008 às 20:25
a vida é um dilema
onde no ganhar e perder
se constrói o poema
que alguém ira ler

desse teu grande amor
nasce em ti a poesia
que pintas com cor
os passos do teu dia-a-dia

continua a nos surpreender
brinda-nos com teu talento
hei-de te continuar a ler
e perceber teu sofrimento

abraço,
quanto ao levares a minha poesia tas a vontade, ela é de nos todos

Miguel Beirão
De manu a 2 de Novembro de 2008 às 21:02
Obrigado pelas tuas palavras
vindas de ti têm significado
são pérolas os poemas que lavras
são um diamante lapidado

Tua opinião é muito importante
é p'ra quem lê que eu escrevo
ter talento é uma variante
dizer que tenho não me atrevo

Obrigado pelo incentivo que é reciproco. Um abraço
De Velucia a 2 de Novembro de 2008 às 23:28
Esse sapito!!!
Novamente dando erro!!
Agora vai ser um comentário menor
Acho que deve desengavetar os poemas e publicá-los para lermos.
O início do meu nasceu também assim, para alguém especial.

Um abraço.
De manu a 3 de Novembro de 2008 às 00:08
Olá Vera! Obrigado por comentar mais uma vez o que escrevo. Acho que já tomei a minha decisão, vou publicar esses poemas que fui escrevendo ao longo dos últimos nove anos. Mas ainda vai demorar um pouco até os começar a publicar pois estou a tentar ordená-los cronologicamente Reler o que escrevi tem sido uma espécie de catarse. Um abraço.
De poetaporkedeusker a 2 de Novembro de 2008 às 23:35
Olá Manu. Se realmente tem receio de perder público (amigos que o lêm), porque não inicia, neste mesmo blog, essa série de poemas? Pode publicá-los diariamente e utilizar a tag referente a essa pessoa.
Abraço.
De manu a 3 de Novembro de 2008 às 00:20
Quando digo "e algum interesse vir a perder/ num denso nevoeiro, num fog " não me refiro a ter medo que deixem de me ler, mas sim, à possibilidade de eu próprio perder o interesse em escrever outras coisas para além desses poemas que acumulei nos últimos nove anos. A amiga pode imaginar quão inventiva e produtiva foi a minha escrita durante este período de tempo, ainda hoje escrevi um soneto (influência sua) para essa pessoa. Em todo o caso, e para não me alongar mais, decidi criar um blog específico para publicar estes textos. O acesso será tão fácil como os outros. Obrigado pelo seu comentário e sugestão, um abraço.
De poetaporkedeusker a 3 de Novembro de 2008 às 15:22
Compreendo. Já vou tentar espreitar o seu novo blog.
Abraço.
De manu a 3 de Novembro de 2008 às 21:27
Hoje a blogosfera parece o ic19 , está tudo muito lento. O blog ainda não existe porque estou a juntar todo o material e a colocá-lo cronologicamente Assim que estiver tudo alinhavado avançarei com o projecto. Devo dizer-lhe que até eu me surpreendi com algumas coisas que escrevi. Um abraço
De poetaporkedeusker a 3 de Novembro de 2008 às 23:44
Está terrível, está! Publicar um post é uma verdadeira odisseia!
Sei bem como é isso de encontrar poemas de que já nos não recordamos. Surpreendem-nos sempre. Mas é muito agradável encontrá-los!
Abraço!
De manu a 4 de Novembro de 2008 às 00:26
Não sei se já percebeu que eu sou muito atento a pormenores. Andei todo o dia a tentar perceber por que razão cismei com o dia 4 de Novembro e só quando liguei o computador é que percebi tamanha cisma. É o seu aniversário, ou estou enganado? Em todo o caso, parabéns e desejo-lhe um dia cheio de boas surpresas e muita poesia. Hoje, excepcionalmente, não só lhe envio um abraço mas também um beijo.
De poetaporkedeusker a 4 de Novembro de 2008 às 00:49
É, é... se as minhas duas amigas não me avisassem, eu própria me não teria lembrado. Pode rir a`vontade, mas é a mais pura das verdades.
Obrigada pelo seu voto de um feliz aniversário, pelo abraço e pelo beijo.
As minhas amigas costumam comprar-me um bolito, no café, e é lá que brindamos. eheheh
Eu gosto!
abraço.
De luabranca81 a 3 de Novembro de 2008 às 19:22
O meu blog apenas surgiu agora pq uma amiga me incentivou. Tinha também na gaveta muitos destes poemas e não me atrevia a mostrá-los mas vim a descobrir que não era só eu que deles gostava.
Acho que me fez bem mandar cá pra fora o que escrevia e acho que deves tb fazê-lo.
Um abraço.
Catarina
De manu a 3 de Novembro de 2008 às 21:34
Olá Catarina. Obrigado pelo incentivo. Eu vou mesmo avançar com a publicação desses poemas, para isso estou só a colocar tudo por ordem cronologica e logo que termine criarei um blog específico. Encontrei algumas coisas muito interessantes que até a mim, que as escrevi, surpreenderam. Um abraço.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter