Quarta-feira, 30 de Dezembro de 2009

Feliz ano novo - acróstico (2009)

Fecha-se um ano cansado

entra um novinho em folha

lamentamos o ano passado

inquirimos a nossa escolha

zelamos p'lo futuro melhorado

 

Ansiamos o ano que lá vem

nova é a nossa esperança

o medo do futuro não convém

 

Novo ciclo que se apresenta

outra oportunidade de raiz

veremos se a sorte aumenta

o mundo merece ser feliz

 

tags:
publicado por manu às 15:30
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009

Soneto do imigrante (2009)

Com suas trouxas numa mala de mão

a saudade estampada no peito

busca ser feliz, tem esse direito

parte para bem longe com ilusão

 

Noutro solo a fala é confusão

tenta entender-se de qualquer jeito

mas estando no conforto do leito

chora amargamente de solidão

 

Trabalha numa terra estrangeira

de Sol a Sol vai fazendo p'la vida

respirando o ar da estrumeira

 

A pensar na sua família querida

luta com muita garra costumeira

vida de imigrante é sofrida

 

tags:
publicado por manu às 20:55
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

Thank you for reading my poetry (2009)

Não sei se valho toda esta atenção

alguém me lê desde outra nação

assiste à poesia que aqui escrevo

sabê-lo, gerou em mim admiração

então logo pensei: E por que não?

dedicar este poema eu me atrevo

 

Não sei quem é, será poeta talvez

pode até ser imigrante português

que nas Américas arrisca a sorte

tu que desde o Arkansas me lês

comenta-me pelo menos uma vez

diz-me se és do sul ou do norte

 

Obrigado pela constante presença

só a passagem já faz a diferença

volta mais vezes, habitual freguês

esta poesia de hoje dedico-a a ti

thank you for reading my poetry

e comenta-me, perde a timidez

 

 

tags:
publicado por manu às 21:00
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 27 de Dezembro de 2009

Se o destino quisera (2009)

Quanto encanto existe numa surpresa

daquelas que nunca estamos à espera

quando como por magia e delicadeza

em vez do Inverno surge a Primavera

em grande esplendor e excelsa beleza

 

Poder ilustrar a alegria, quem me dera

ainda sinto alguns laivos de incerteza

pela voz melodiosa que ouvi, sincera

que afastou de mim a danada tristeza

trazendo memórias de outra quimera

 

Ah! Se dizer palavras doces eu pudera

e não encontrasse nenhuma estranheza

presentear-me-ia com uma inovada era

e não sofreria do mesmo mal e dureza

ah! Se tudo isto o meu destino quisera

 

tags:
publicado por manu às 10:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 26 de Dezembro de 2009

És especial (2009)

Voltei a ver este teu rosto de menina

só por ouvir tua voz doce, cristalina

oh! Momento de extrema felicidade

sorvi todas as tuas palavras mágicas

anulei da memória imagens trágicas

por instantes afastei-me da realidade

 

Breves foram os minutos que falaste

mas mesmo assim em mim ampliaste

uma paixão que só estava adormecida

longos foram os anos de afastamento

que nunca liquidaram este sentimento

e provei-te que jamais foste esquecida

 

Como me alegrei por ouvir a tua voz

nesta ocasião estivemos os dois s sós

as palavras fluíram de forma natural

agracio o carinho que por mim nutres

quero que gozes a tua vida e desfrutes

para mim serás sempre alguém especial

 

tags:
publicado por manu às 10:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Carta ao Pai Natal (2009)

Mais uma vez te escrevo, Pai Natal

tu tens uma cunha no céu celestial

nada peço que não possas conceder

como sempre, apenas rogo alegria

paz, amor e fraternidade a cada dia

e saúde para continuarmos a viver

 

Sei que os meus pedidos são pesados

e tu tens os teus braços cansados

mas vê lá o que podes fazer por nós

não exijo aqueles presentes materiais

sabes que esses não me são essenciais

como não foram para os meus avós

 

Sei que vais tentar oferecer-me isso

mas não assumas já o compromisso

talvez esteja a pedir-te em demasia

como alternativa, então eu te peço

que não carregues pesos em excesso

dá-me apenas dois livros de poesia

tags:
publicado por manu às 19:00
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Domingo, 20 de Dezembro de 2009

Soneto erótico (2009)

Desde que nenhum deles se imponha

um relacionamento é pura diversão

haja criatividade no acto de paixão

quer ela nele, quer ele nela se ponha

 

Ninguém nega um desejo que sonha

todos querem viver a perfeita relação

onde possam perder toda a inibição

e de corpo nu perder toda a vergonha

 

Contorcionismo, corpos entrelaçados

abraços e carícias, toques desinibidos

frenesim em acto de absoluta magia

 

Kamasutra explorado, corpos suados

violência de odores e bravios gemidos

sexo descomplexado, virtuosa poesia

 

 

 

tags:
publicado por manu às 08:44
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter