Sábado, 27 de Fevereiro de 2010

Ítaca

Percorro caminhos sem rumo definido

Procuro descobrir um lugar para ficar

Onde tudo na vida faça algum sentido

E o meu ser alcance um novo patamar

 

Preciso encontrar esse efémero espaço

É grande míster abraçar nova energia

Ganhar outros hábitos, novo compasso

Desfazer-me desta perniciosa letargia

 

Pretendo outras cores e frescos brilhos

Quero novos resplendores, outros sóis

Que iluminem uma existência refeita

 

Vou libertar-me nestes inócuos trilhos

Aonde não existem vilões nem heróis

E aproximar-me de uma vida perfeita

 

Poema extraído do meu livro AMADOR DO VERSO

 

Quem quiser ver as fotos e as reportagens do lançamento clique aqui

tags:
publicado por manu às 02:45
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

Solidariedade lusa (2010)

Ouve-se a voz ríspida da natureza

um ralhar acompanhado de pranto

descem mil trevas sobre o encanto

ignorando se é uma ilha de beleza

 

Força provida de uma fatal dureza

nos humanos causa vasto espanto

então o desespero aparece e é tanto

nos rostos nada mais há que tristeza

 

No meio de tanta angústia e aflição

num caos instalado de ignota lama

ouve-se lamentar a sorte madrasta

 

O povo luso em uníssono dá a mão

vai solidário acudir quem o chama

na hora difícil o povo não se afasta

 

Poema dedicado a todos os habitantes da ilha da Madeira, que estão a viver uma tragédia.

publicado por manu às 07:38
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2010

Recomeço (2010)

E porque esta vida não pode parar

volta-se ao início para recomeçar

volta-se novamente à estaca zero

o que escrevi abdicou de ser meu

com os outros poetas já aconteceu

e ser como os poetas é o que quero

 

Uma etapa findou, outra já aí vem

é o ciclo da vida que cada um tem

o difícil já foi, por mim, alcançado

agora, é outra a responsabilidade

reclama-se de mim a continuidade

e poesia como a que tenho criado

 

Já não sou estranho a este mundo

existe um conhecimento profundo

daquilo que sou, do que posso dar

já não passo, no mundo, indiferente

apesar de ser como toda esta gente

que procura, ao Sol, ter o seu lugar

 

O melhor é esquecer o que alcancei

fazer o que gosto, o melhor que sei

tudo o resto virá de forma natural

continuar a ser eu é o que prometo

ao envaidecimento não me remeto

serei amador do verso até ao final

 

 

tags:
publicado por manu às 19:17
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

Ser poeta

Ser poeta é ser em tudo diferente

analisar todas as situação do mundo

falar das feridas e tocar bem fundo

sem se preocupar em ser eloquente

nem fazer caso das palavras alheias

viver sempre das suas próprias ideias

e lutar com todas as forças que sente

 

Ser poeta é ser único perante iguais

mostrando em verso a sua criatividade

singular e cheia de individualidade

sem perder o gosto de alcançar mais

porque apenas o céu pode ser o limite

a um verdadeiro poeta tudo se permite

porque os poetas nunca serão normais

 

Ser poeta é ter uma energia sem fim

é ser-se incansável buscando perfeição

é escrever, dando bom uso à inspiração

porque o poeta só pode ser feliz assim

não há prémio que o possa envaidecer

nem saudade que o consiga entristecer

o poeta é jardineiro, a poesia é o jardim

 

Nem todos podem ser como os poetas

ter, na alma, tatuada a marca dos eleitos

e ser eternamente recordado pelos feitos

proezas heróicas que se queriam discretas

actos e palavras que ficam na história

pedaços de todos nós, poetas são memória

enciclopédias de mil fantasias concretas

 

Os poetas nunca são bons nem são maus

são simplesmente óptimos pensadores

sofrem pela poesia e sentem-lhe as dores

como se fossem agredidos com paus

isto digo eu que sou simples aprendiz

e que nesta condição consigo ser feliz

para ser poeta faltam-me alguns degraus

 

Este poema faz parte do meu primeiro livro de poesia "AMADOR DO VERSO" e foi lido pela minha querida amiga ROSAFOGO durante a sessão de lançamento

tags:
publicado por manu às 09:56
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

Convite

 O autor, EMANUEL LOMELINO, e a Temas Originais têm o prazer de o convidar a estar presente na sessão de lançamento do livro "AMADOR DO VERSO" a ter lugar no Auditório do Campo Grande, 56, em Lisboa, no próximo dia 13 de Fevereiro, pelas 19.00 horas.

 

Obra e autor apresentados por PAULO SANTOS

 

Obra prefaciada por AUSENDA HILÁRIO

 

SE PUDER E QUISER, APAREÇA

tags:
publicado por manu às 20:31
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Domingo, 7 de Fevereiro de 2010

Quando... (2010)

Quando a tristeza abraça a tua vida

e nada mais vês além de escombros

pensa que aqui encontrarás guarida

no aconchego destes meus ombros

 

Quando o mundo parece desmoronar

e dificilmente encontras uma saída

pensa no amigo que te pode amparar

sem exigir de ti uma só contrapartida

 

Quando tudo se assemelha a desgosto

e só pensas no pior, só queres desistir

lembra-te de limpar o teu belo rosto

há aqui alguém que te quer ver sorrir

 

Quando a vida é um grande embaraço

e o calor do dia dificilmente te aquece

basta dares um sinal, terás um abraço

deste teu amigo que jamais te esquece

tags:
publicado por manu às 18:55
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 6 de Fevereiro de 2010

Dia D (2010)

Que calma é esta que se instalou

não sinto uma ponta de ansiedade

estou tranquilo, essa é a verdade

a serenidade veio e em mim ficou

 

Sempre pensei que seria diferente

bem mais nervosa a minha reacção

sem euforias, digo: Estou contente!

mas plácido, sem grande apreensão

 

Até parece que já sou um veterano

habituado a viver estas andanças

centro das atenções, primeiro plano

 

O que pensar disto não sei ao certo

e de o saber não tenho esperanças

quanto ao dia D, já está tão perto!

 

tags:
publicado por manu às 22:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter