Domingo, 28 de Março de 2010

Nosso fado (2010)

Numa sala cheia de fumo e gente

quando o silêncio a nós se agarra

ouve-se o trinar de uma guitarra

ouve-se a voz do fado comovente

 

Numa cadência certa e imponente

o fadista clama poesia com garra

a viola acompanha-o nesta farra

fado! Qual dos dois mais o sente

 

Cantiga boémia, bem portuguesa

bandeira de uma nação tamanha

pátria da melancolia, da saudade

 

Cantiga triste mas cheia de beleza

voz de um povo que a vida amanha

nosso fado, filho da portugalidade

 

tags:
publicado por manu às 12:04
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Domingo, 21 de Março de 2010

Cúpido*

Um cúpido de fraca visão

Alvejou-me negligente

E dez anos passados

O veneno da sua flecha

Ainda circula no meu sangue.

Um cúpido de má índole

Tentou remediar o seu erro

Acometendo-me de cobardia

Calando a minha voz

Impedindo-me de expressar

A natureza do amor injectado.

Um cúpido inábil

Não satisfeito com o duplo erro

E não tendo antídoto para o veneno

Procurou minimizar a incompetência

Com o acumular de desacertos

E a minha vida encheu-se de nevoeiro.

Deixei de ser humano como os demais

Passei a ser uma cobaia

Nas mãos do cúpido.

 

* Poema extraído do meu livro AMADOR DO VERSO

 

tags:
publicado por manu às 23:07
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 14 de Março de 2010

SOU II*

Em cada poema que faço acrescento mais um elo

Numa corrente que sou eu, assim me apresento

Com cada poema que escrevo ganho novo alento

Sigo a ser o que era, nem mais feio nem mais belo

 

Nos poemas exponho o meu carácter sem medos

Sou mais extrovertido sem deixar de ser genuíno

Posso perder algumas coisas mas não me arruíno

Só por me revelar como sou sem ocultar segredos

 

Nasci no mundo, sou de todos sem ser de ninguém

Aqui me têm de alma nua sem qualquer preconceito

Este sou eu na mais verdadeira das minhas formas

 

Prefiro ser assim real, este é o jeito que me convém

Não quero ser visto ou entendido como ser perfeito

Porque bem vistas as coisas nunca segui as normas

 

* Poema extraído do meu livro AMADOR DO VERSO e citado pela AUSENDA HILÁRIO no seu prefácio.

tags:
publicado por manu às 18:04
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Domingo, 7 de Março de 2010

O meu mundo *

O meu mundo desmorona-se peça por peça

Para além de mim, não há quem o impeça

Eu não tenho vontade nenhuma de o impedir

Se tudo em volta ruir, ficam os escombros

Aproveito e sacudo todo o peso dos ombros

Não sobrará um grão de poeira por sacudir

 

Meu mundo desmorona-se neste momento

Sinceramente eu digo que não o lamento

Pouco do que tenho me poderá fazer falta

Apenas quero guardar os livros de poesia

Somente eles me deram motivos de alegria

E com eles quero poder regressar à ribalta

 

Meu mundo desmorona-se a cada instante

Não tenho pena, não era nada de relevante

Apenas uma vida que caminhava no vazio

Vou começar tudo de novo, tudo do zero

Ser egoísta e refazer as coisas como quero

Reconstruindo de acordo com o meu feitio

 

* Poema extraído do meu livro AMADOR DO VERSO

tags:
publicado por manu às 16:10
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter