Sábado, 24 de Abril de 2010

Passo a passo (2010)

Passo a passo assim vou caminhando

busco dar somente os passos seguros

tento ser feliz por onde vou passando

 

Passo a passo fujo dos trilhos escuros

mas nem sempre é fácil os passos dar

lutando por cursos pedregosos, duros

 

Passo a passo eu continuo a caminhar

sem saber para onde o destino me leva

mesmo assim, por ele, deixo-me levar

 

Passo a passo a minha ânsia se eleva

a patamares nunca antes alcançados

e não sei se estou a ir para onde deva

 

Passo a passo muitos passos são dados

e nesses passos passo a vida pensando

menos nos passos futuros que passados

 

tags:
publicado por manu às 17:00
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Domingo, 18 de Abril de 2010

Lógica humana

Existe um túnel e no fim há uma luz

é a esperança que até lá nos conduz

e cegos, caminhamos passo a passo

olhos vendados, na cabeça um capuz

aceitamos este jogo porque nos seduz

e jogamos animados, sem embaraço

 

Arrebatados por esta cegueira global

pensamos estar a agir de modo natural

cada um de nós é parte deste rebanho

damos uso ao nosso instinto animal?!

na tentativa de atingir apenas o frugal

e gigantes são as proezas sem tamanho

 

Quando abrimos os olhos lamentamos

termos chegado ao lugar onde estamos

arrependidos pelo caminho percorrido

então em desespero só nos queixamos

e com o braços cruzados continuamos

a dar passos em frente no mesmo sentido

 

tags:
publicado por manu às 19:00
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Domingo, 11 de Abril de 2010

SOU V *

Sou produto inacabado, incompleto

de uma vida aculturada em excesso

falta uma peça do meu puzzle.

Sou uma construção bicéfala

homem e sensibilidade num corpo

objectivos por concretizar

complementaridade que procuro.

Sou tijolo sem argamassa

instabilidade emocional

pretérito do que ainda quero.

Sou homem por essência e nascimento

com necessidades reveladas à exaustão

sou sensibilidade por educação

por paixão enraizada desde o berço.

Sou homem pela poesia que leio e faço

sou verbo da minha própria vontade

sou letra de uma palavra por dizer.

Sou vogal de um poema sem métrica

sou sílaba tónica da experiência

sou pontuação de um texto por escrever.

Sou sensibilidade tardia sem prémio

apenas metade por imposição

sou YIN sem YANG.

Sou filho da inspiração e dou asas à poesia

sentimentos na ponta da caneta

sentimentos reais expressos no papel

revelação do que sou.

Sou apenas homem e sensibilidade

defeito e virtude

sou realidade e espelho invertido.

 

*Poema extraído do meu livro AMADOR DO VERSO

tags:
publicado por manu às 00:30
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter