Sábado, 10 de Janeiro de 2009

Mulheres II (2009)

É pelos feitiços de uma mulher

que o homem fica pelo beicinho

deixa-se de saber o que se quer

e age-se sempre como um tolinho

 

ama-se uma mulher, fica-se esquisito

algo em nós se modifica, transforma

para se amar, não há um só requisito

não há uma lei nem mesmo uma norma

 

amamos as mulheres porque sim

os homens não conseguem explicar

há coisas que nos fogem à razão

 

são elas, as flores do nosso jardim

a elas, eternamente vamos amar

mesmo fugindo à nossa compreensão

 

sinto-me: a amar as mulheres
publicado por manu às 15:12
link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De ciganosdabaralha a 10 de Janeiro de 2009 às 17:53
"As mulheres constituem a metade mais bela do mundo."
(Jean-Jacques Rousseau)


...amam-nos, matam-nos, magoam-nos....mas sem elas não somos nada. Abraços.
De manu a 10 de Janeiro de 2009 às 18:43
Amigo Filipe! Essa é que é essa! Só elas é que nos complementam. Abraço.
De Utopia das Palavras a 10 de Janeiro de 2009 às 18:15
Traves mestras, cerzidas de aço
Embalos de sonhos e amarguras
Fadas de varinhas com abraços
Guerreiras de indivisíveis ternuras!

Bonita homenagem, Manu!

Beijos
De manu a 10 de Janeiro de 2009 às 18:51
Olá Ausenda!

Tal qual um poeta que estou a ler
fazes duas versões de um poema
utilizas várias formas para um tema
qual das duas vai prevalecer?

Estou a ler a obra de Ruy Belo (três volumes) e no primeiro ele fez sete variações do mesmo soneto. O tema mantém-se, algumas frases também, mas o resultado é sempre diferente e interessante. Beijos
De Utopia das Palavras a 10 de Janeiro de 2009 às 18:21
Manu

Desculpa, li o título do post, nao reparei que era "Mulheres II" e entao pensei que o meu comentario que tinha feito ontem não tinha ficado, la fui eu tentar lembrar-me do verso que tinha feito e coloquei (é evidente que nao ficou igual, mas era mais ou menos). Só depois é que vi que afinal era um segundo post. Desculpa, apaga lá que eu comento depois. Ok?
De manu a 10 de Janeiro de 2009 às 18:59
Ausenda! Quem tem de pedir desculpa sou eu por ter postado dois poemas seguidos com o mesmo titulo. Este segundo surgiu depois dos comentários que foram feitos ao anterior.O que disse na tua nova versão da quadra serve de exemplo para explicar porque vou guardar ambos os comentários. Não me leves a mal por isso, mas como tenho o hábito de guardar todos os meus escritos poéticos (comentários em verso incluídos), acho que devo manter as tuas duas versões. Beijos
De Utopia das Palavras a 11 de Janeiro de 2009 às 16:19
Amigo Manu

Ok, pode ficar assim, quem sou eu para ir contra a vontade do poeta.
Eu também faço isso, guardo os comentários que faço em verso, são tantos e feitos com tanto carinho, nao é?
Gosto imenso de Rui Belo, pena que tenho tão pouco tempo para ler, os dias só têm 24 horas e eu precisava pelo menos de mais 12.

Beijos
De manu a 11 de Janeiro de 2009 às 16:54
Olá Ausenda! Pois é amiga, também eu dou por mim a desejar que os dias tivessem mais horas, tantos são os livros que se estão a acumular. Mas lá vou encontrando uns tempinhos para pôr a leitura em dia. Em relação ao hábito de guardar tudo o que escrevo em verso, não o sei explicar mas faço-o. Beijos.
De Velucia a 10 de Janeiro de 2009 às 20:25
Olá Manulo

Meu muito obrigada pela homenagem às mulheres.
Como mulher sinto-me lisongeada pelos dois poemas.
Ai do mundo se todos os homens tratassem as mulheres como você retrata nos versos.
Com certeza todas as mulheres seriam mais felizes e consequentemente os homens também.

Um abraço.
De manu a 10 de Janeiro de 2009 às 20:44
Olá Vera!

Rodeado de mulheres fui criado
cresci e aprendi a lidar com elas
pelas mulheres sou um apaixonado
só assim posso descrevê-las

Abraço.
De Velucia a 11 de Janeiro de 2009 às 13:20
Manulo

Lendo os comentários
Dos homens que escreveram
Todos se acham um tolo
Porque amaram demais
Homens! Tolos...?
São os que não sabem amar
Basta que escolham as mulheres
Que correspondam aos seus amores.

Ps. Manulo, escreve algo para os homens que se acham tolos. Eu não acho, só acho que escolhem a pessoas errada. Amar a quem nos ama!

Um abraço
De manu a 11 de Janeiro de 2009 às 14:50
Olá Vera!

O seu pedido vou aceitar
vou escrever um poema
uma história vou contar
para explicar este tema

quando digo ser tolinho
falo do jeito tonto de ser
andamos em desalinho
se é que me faço entender

Até já! Abraço.


De inoutyou a 10 de Janeiro de 2009 às 22:04

Caro Emanuel,

Ficar pelo beicinho
e não ver a razão
só mesmo um tolinho
que ouve o coração

Mas todos nós já passamos por isso, não é?

Abraço
Alex
De manu a 10 de Janeiro de 2009 às 23:21
Alex!

São os nossos genes a falar
que nos fazem perder a cabeça
somos tão tolos estando a amar
não há ninguém que nos reconheça

Abraço.
De inoutyou a 11 de Janeiro de 2009 às 11:46

Amigo Emanuel,

Somos tolos mesmo...e falo com conhecimento de causa

Abraço
Alex
De manu a 11 de Janeiro de 2009 às 14:41
Amigo Alex!

Veja só o monstro que criei
ao dizer como somos tolinhos
pelos poemas que postei
tenho de fazer mais versinhos

recebi um reclamação feminina
pela tolice dos homens actuais
vamos ver como isto termina
sem nos machucarmos mais

vou escrever sobre mim
uma história do passado
que hoje em dia tem piada

espero que ao menos assim
tudo isso fique explicado
sem precisar dizer mais nada

Abraço.
De Joshuatree a 12 de Janeiro de 2009 às 20:02
pois é amigo . De mim, o que posso te dizer , é que às amo mais pelo que sinto, de outra forma eu nada saberia dizer. O etéreo e o abstrato na mulher, não explicamos, ama-mos é tudo o que há pra se fazer ...

Feliz, tua poesia.
De manu a 12 de Janeiro de 2009 às 20:21
Viva! Bem-vindo neste espaço de poesia onde portas não existem e entra quem quer. Você tem razão, não há nada a fazer para além de as amar. Tentar compreendê-las é perder tempo, elas são demasiado complexas e aí reside o seu encanto. Volte sempre e opine. Abraço.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter