Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Trabalho nas obras III (2009)

Pelo lado mais fraco é que a corda rebenta

mas por vezes é pela culatra que sai o tiro

pensaram que eu era uma alma desatenta

mas na injustiça sou pior que um vampiro

 

trabalho nas obras, sou tudo menos perfeito

mas burro não sou, nem nunca me rebaixo

e salta-me a tampa pelo vosso preconceito

altera-se a minha disposição, vai tudo abaixo

 

não sou menino de coro, tão pouco marginal

da arbitrariedade tenho asco, fico revoltado

incriminar sem provas para vocês é normal

mas acusarem os nossos dá mau resultado

 

trabalhamos nas obras, não somos meninos

não usamos gravata nem camisas engomadas

mas provocados transformamo-nos em felinos

e desagravamos a preceito e de garras afiadas

 

pensem bem nas acusações que estão a fazer

aqui não há crianças em brincadeiras de recreio

por muito que vos custe têm que compreender

para atingir um fim não é tolerado esse meio

 

se se sentem incomodados com esta "gentalha"

vocês só têm dois caminhos por onde seguir

o primeiro é arranjarem nova frente de batalha

o segundo é reconhecer o equívoco e redimir

 

mentirosa foi a vossa tentativa de nos denegrir

para vossa frustração eu era um dos presentes

estando eu por perto veleidades não vou permitir

estou demasiado calejado neste tipo de "incidentes"

 

tiveram que ouvir as verdades que não gostaram

o ambiente alterou-se, ficou agora deteriorado

vocês perderam no joguete em que apostaram

para a próxima ponderem mais, tenham cuidado

 

sinto-me: furioso
tags:
publicado por manu às 20:55
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De poetaporkedeusker a 7 de Fevereiro de 2009 às 14:24
Caramba, Manu! Não faço ideia do que se tenha passado, mas penso que não foi brincadeira nenhuma, a julgar por este poema... eu também estou um tanto furiosa com uma conta de banda larga que me apareceu, mas penso que esta situação envolve terceiros...
Espero que tudo acabe em bem!
Abraço.
De manu a 7 de Fevereiro de 2009 às 14:59
Olá poetisa! O que aconteceu nesta obra onde entrámos na segunda-feira acontece com demasiada frequência noutras obras em edifícios públicos. Aproveitam-se da presença de operários honrados para branquear infantilidades por eles cometidas antes da nossa chegada. Desta vez acusaram o pessoal de escrever nos elevadores como se nós não tivéssemos mais que fazer do que vandalizar. Só que a coisa saiu furada porque eu reparei nesses escritos mal entrei pela primeira vez no elevador e alertei para a situação. Já sei como estas coisas funcionam. Na sexta-feira veio a acusação e o caldo entornou-se porque eu nestas coisas sou de ferver em pouco água e não há estatuto ou hierarquia que me consiga calar. Os "meninos" de fato e gravata ainda têm naquelas cabeças ocas um grau de preconceito enorme e desta vez tiveram de engolir a arrogância e meter o rabinho entre as pernas. Abraço.
De poetaporkedeusker a 7 de Fevereiro de 2009 às 15:44
Mas se vocês estão a trabalhar!!! Essas coisas são sempre feitas por quem não tem mais nada que fazer!
Ou então por crianças. Eles deveriam saber isso muito bem!
Abraço e ainda bem que tudo se resolveu. :)
De manu a 7 de Fevereiro de 2009 às 16:58
Mas como se trata de um edifício de escritórios as culpas destas infantilidades recaem sempre sobre os que trabalham sem fato e gravata. Abraços.
De inoutyou a 8 de Fevereiro de 2009 às 16:39

Caro Emanuel,

Nunca passei por tal situação
mas uma coisa lhe digo Amigo
Se me acusam sem terem razão
por certo terão de se haver comigo.

Mas acima de tudo convém manter a cabeça fria...

Grande abraço
Alex
De manu a 8 de Fevereiro de 2009 às 17:40
Amigo Alex!

A serenidade está sempre presente
só porque os calos já existem
é um fado acusarem esta gente
mesmo sem razão nunca desistem

É bom tê-lo aqui de novo amigo. Abraço.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter