Segunda-feira, 16 de Março de 2009

Conversas (2009)

Esconde-se o sol, espreita a lua

no silêncio de um momento, a palavra

ecos surdos de um sentimento

que ao mundo se revela, tímido.

Ânsia de um aconchego íntimo

aquele abraço ausente

aquele calor que faz falta

tanta falta.

Urgência de toque, intimidade desejada

corpo e mente em desalinho

arritmia saudável mas fugaz

necessidade de alguém.

Uma festa, carícia, suporte

sussurros avassaladores na ausência

palavras e frases que não se ouvem

mas sentem.

Olhares expressivos mas inexistentes

saudade do que não se conhece

tiro no escuro, imaginação

contornos visualizados no nada

traços característicos indefinidos

especulação de uma imagem

sonho? Devaneio? Ilusão?

Talvez... somente desejo

esperança num pequeno "nós" conjunto

em detrimento de um grande "eu" isolado.

Necessidade de falar e ser escutado

e escutar o que é falado.

Palavras que se querem

palavras que se oferecem

hipotéticas conversas

mas conversas.

 

tags:
publicado por manu às 20:00
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De MBeirão a 17 de Março de 2009 às 00:01
Conversas!!!
Sempre em grande caro colega, um grande bem haja, e votos que continues com a mesma ambição demonstrada até aqui.

Abraço
De manu a 17 de Março de 2009 às 20:14
Amigo Miguel! Sempre com palavras de incentivo! Bem ou mal, o que escrevo é apenas a minha necessidade de libertar sentimentos. Faço-o do meu jeito e fico muito contente por receber palavras como as tuas. Espero que também tu dês continuidade ao que tão bem sabes fazer. Abraço forte.
De Simbologia do aMoR a 17 de Março de 2009 às 03:25
Olá amigo

Lendo este poema, até parece que eu estava no meio desta conversa!

abraço.
De manu a 17 de Março de 2009 às 20:17
Olá amiga! Também já me aconteceu estar a ler textos de outros e sentir com mais intensidade todas as palavras. Por mais estranho que possa parecer, há textos que não sendo os nossos, nos identificamos com o que é dito, como se a nós fossem dirigidos. Abraço.
De Breizh da Viken a 17 de Março de 2009 às 18:13
Olá Emanuel,
Como sabes gosto muito de ler-te...
mas devo dizer-te que este poema, para mim, superou todos os outros ...
Está excelente!

Breizh
bjs
De Breizh da Viken a 17 de Março de 2009 às 18:14
Faço uma ressalva... de todos os outros exclui os que me são especiais....esses têm um cantinho especial na tua poesia...
De manu a 17 de Março de 2009 às 20:28
Bolas mulher! Agora até fiquei sem saber o que dizer...
as palavras foram quase todas com a baba... Se continuo a ser acarinhado deste modo ainda rebento de vaidade. És uma querida. Beijos.
De manu a 17 de Março de 2009 às 20:22
Olá Breizh! Como o meu ego é muito pequenino tu vens com o teu regador cheio de palavras bonitas e depois eu tenho de colocar um babete para não me babar para cima do computador. És uma querida pelas palavras que dizes. Fico muito contente por gostares de perder o teu tempo a ler-me, obrigado. És linda. Beijos grandes.
De Breizh da Viken a 17 de Março de 2009 às 22:32
Nunca se perde tempo........
De manu a 17 de Março de 2009 às 22:53
De rosafogo a 17 de Março de 2009 às 21:49
Olá!

Já li e reli este poema onde tudo está no sítio certo.
Comentar torna-se cada vez mais difícil, quando a poesia é a sério. Parabéns.

E o que é o Amor senão isto?
Palavras que se gosta de ouvir
Dizer ao outro eu´«existo»
Estou aqui p'ra te sentir.

E o que é o Amor senão isto?
Palavras,uma caminhada decidida!
Dizer, estou aqui «eu te conquisto»
Marchemos juntos, neste sonho que é Vida

Um grande abraço
De manu a 17 de Março de 2009 às 22:56
Olá Rosafogo!

Nas coisas mais simples está o segredo
para o que tanto se deseja alcançar
complicar? Só nos grandes enredos
se posso ser simples, para quê complicar?

Bem-vinda de volta. Hoje, vocês mulheres, estão numa maré de elogios que nem sei onde os guardar todos, obrigada pelas palavras simpáticas como sempre. Abraço.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter