Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Prazo de validade II (2009)

Tudo na vida tem prazo de validade

exemplo do que digo é a própria vida

nada é para sempre, para a eternidade

urgências ficam com a validade vencida

 

São portas que se mantiveram abertas

permitindo a entrada a qualquer pessoa

ansiedades à espera de serem libertas

mas o tempo é cruel e não nos perdoa

 

Há necessidades que deixam de o ser

porque vagaroso é o seu atendimento

experiências que nunca se vão viver

e num ápice caem no esquecimento

 

Metas que ficam assim por alcançar

convertendo desejos em meras ilusões

fracassos que insistem em nos abraçar

e se transformam em grandes desilusões

 

Tudo na vida tem prazo de validade

há aptidões que nos fogem da mão

tudo se vai apagando com a idade

e quem sofre mais é afinal o coração

 

tags:
publicado por manu às 21:32
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De rosafogo a 26 de Março de 2009 às 22:13
Finalmente há um poeta que me dá razão!
Gostei, estou mesmo de acordo com as palavras ditas
nada é mais verdadeiro e sentido. Parabéns.
Cansado, ouvi dizer... porém sempre com esta vontade que lhe conhecemos. É bom sabê-lo activo
Um abraço

De manu a 26 de Março de 2009 às 22:31
Olá rosafogo! Mais forte que o meu cansaço (por maior que seja) é a minha paixão pela escrita. Nem sempre existe a inspiração necessária mas isso não me impede de escrever. A escrita acaba por ser a minha droga contra as maleitas. Abraço.
De MBeirão a 27 de Março de 2009 às 00:26
Mais uma vez tenho que concordar ctg, pois tudo tem o seu timing, por muito que nos custe a maior parte das vezes!!!
Já agora e em jeito de reparo, acho que o título do teu blog está na base da humildade mas...cá para mim tu es um profissional do verso!!!

Felicidades
De manu a 27 de Março de 2009 às 18:48
Amigo Miguel! Quando escolhi o nome deste blog, tentei encontrar um que tivesse duplo sentido. Amadordoverso surge não só como amadorismo no sentido não profissional do termo, como também, no sentido de quem escreve pelo simples gosto de escrever (amar a escrita). E de facto escrever é uma paixão que tenho há muito enraizada em mim e da qual não quero e não posso abdicar. Nem sempre saem poemas de jeito mas enquanto puder escrever... agradeço a simpatia das tuas palavras que são uma motivação extra. Abraço forte.
De Simbologia do aMoR a 27 de Março de 2009 às 00:40
Manu!

Poema bonito, vejo você mais alegre, mas não concordo com este verso...
"Metas que ficam assim por alcançar

convertendo desejos em meras ilusões"

Um desejo pode não ser realizado num determinado tempo, mas pode ser noutro e não vejo isto como mera ilusão. Sei que cada um tem sua maneira de ver e pensar na vida. Mas não podemos pensar assim. Você atrai sempre o que pensa. Se achar q o que desejava não alcançou e tornou-se ilusão, isto via acontecer mesmo.
Tenho meu próprio exemplo:
Tive um desejo a ser realizado no ano de 2008. Não consegui e nem por isso pensei qeu ele era ilusão. Acreditei que seria real e agora é porque ele foi novamente para a lista dos desejos de 2009. E só estamos em março e estou realizando.
Desculpe a maneira de dizer. Mas quero que seja feliz porque o considero amigo.

Um abraço.

De manu a 27 de Março de 2009 às 19:13
Olá amiga! Antes de mais, obrigado pela sua amizade que é reciproca. Concordo com o que diz, mas apenas nos desejos mais básicos. Eu poderia dar muitos exemplos de desejos que virão ilusão mas vou falar de um apenas e que diz respeito a vocês mulheres; o vosso relógio biológico não perdoa a passagem do tempo e a concepção tem um prazo de validade definido à partida. Me desculpe ter dado este exemplo mas ele é a prova que sustenta esse meu verso. Há muitas coisas que apenas nos são permitidas até uma determinada época da nossa vida, e passada essa época se transformam em meras ilusões. Um abraço grande, amiga.
De Utopia das Palavras a 27 de Março de 2009 às 11:43
Ém tempo de escolher as flores
Sempre tempo de viver
Inventar novos amores
Sem tempo no verso escrever!

Manu... um queixume que também é meu!

Beijo maior
De manu a 27 de Março de 2009 às 19:17
Olá Ausenda!

O tempo não perdoa
e pode ser bem cruel
peço-te Deus, abençoa
a Ausenda e o Emanuel

Beijo grande.
De Utopia das Palavras a 27 de Março de 2009 às 11:45
Desculpa o erro

queria escrever É tempo e não Ém tempo....

bjx
De manu a 27 de Março de 2009 às 19:18
HUM.....Desculpada Beijos
De Breizh da viken a 27 de Março de 2009 às 20:34
Deixa lá Emanuel que a avaliar pela tua escrita nunca perderás esse prazo de validade!
De manu a 27 de Março de 2009 às 22:09
Olá Breizh! Muito ternas as tuas palavras, obrigado. No entanto há em mim coisas que aos poucos vão caducando. E essas ao caducarem podem vir a ser muito prejudiciais. Beijo grande.
De Breizh da viken a 27 de Março de 2009 às 22:58
Desculpa mas nos homens há sempre esse problema...

bj

Breizh

A idade avança...
De manu a 27 de Março de 2009 às 23:28
Tic-tac-tic-tac....

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter