Segunda-feira, 30 de Março de 2009

Verdades (2009)

A questão é simples

apenas a resposta é incoerente

todos temos direito ao amor

todos temos direito à verdade

Como sabemos do amor?

Como sabemos a verdade?

Porque se calam as vozes?

Porque se selam os lábios?

Eu tenho direito ao amor

Eu tenho direito à verdade

Eu exijo a verdade

 

Porque mentem sobre o amor?

Porque negam a verdade?

Acaso não temos os mesmos direitos?

Custa assim tanto dar amor?

Custa assim tanto dizer a verdade?

 

Hesitações e omissões

desvios de raciocínio

que tentam esconder o amor

que tentam ocultar a verdade

Contradição de sentimentos?

Medos que se sobrepõem à verdade

 

Tens direito ao amor

tens direito a um real amor

não te escondas do amor

não fujas à verdade

tu tens direito à verdade

esta é a verdade

 

tags:
publicado por manu às 00:06
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De rosafogo a 30 de Março de 2009 às 01:23
Olá

Já tinha saudades suas, imagine-me na aldeia com a internet móvel, sempre a dar sinal que está prestes a
findar. Nem deu para fazer as habituais visitas.

Falando de Amor?
Tanta riqueza de sentimentos
Que lhe dão valor á vida
Hão-de trazer-lhe novos alentos
E uma felicidade desmedida.

Oxalá , é o que lhe desejo
Um abraço
De manu a 30 de Março de 2009 às 20:04
Olá rosafogo! Com que então a menina anda a laurear o queijo e depois fica até altas horas a visitar os amigos!

Que as suas palavras sejam verdade
e esse amor que procuro, por fim surja
sinto urgência, tenho essa necessidade
e se ele aparecer espero que não fuja

Abraço grande
De Breizh da viken a 30 de Março de 2009 às 11:47
estás zangado!?
De manu a 30 de Março de 2009 às 20:06
Olá Breizh! Achas? É assim que me sentes? Constantemente zangado? É apenas mais um grito de alma. Um chamamento pela felicidade que tarda em aparecer. Tic tac tic tac.
Beijos.
De manu a 30 de Março de 2009 às 20:47
Engraçadinha!!!!
De manu a 30 de Março de 2009 às 23:01
De manu a 30 de Março de 2009 às 23:17
De poetaporkedeusker a 1 de Abril de 2009 às 01:31
Eu juro que não vinha com intenções de espreitar, mas "en passant", dei de caras com umas tonalidades de verde que me pareceram muito divertidas e "meti os travões a fundo". Valeu a pena! Acabo de assistir a um dos mais interessantes diálogos presenciei em toda a minha vida!
Abraço grande, Manu.
De manu a 1 de Abril de 2009 às 20:23
Olá poetisa! Havendo falta de palavras estes diálogos mudos também são importantes. A amiga esteja à vontade para espreitar o que quiser. Abraço.
De poetaporkedeusker a 1 de Abril de 2009 às 23:41
E cá estou eu, a espreitar mais um bocadinho!eheheh
Abraço grande!
De manu a 2 de Abril de 2009 às 00:15
Sempre. Abraço

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter