Quinta-feira, 2 de Abril de 2009

Platicando solo (2009)

Está llegando mi invierno

se oculta mi sol para no más volver

se va y no volverá

Camino por las calles

y siento las miradas más frias

mi soledad es unica

incomparable

Estoy platicando solo

y siento las miradas de los viejos

que ven en mí un igual a ellos

Soy un cohete más, que se rompió

y perdió calidad

estoy perdiendo a mi mismo

estoy platicando solo

y el tiempo ha pasado

mi tiempo ha pasado

No hay nada acá

nada se queda allí

que recuerde mi pasage

o palabras

o acciones

estoy platicando solo

sin nadie

y sin nuevos mundos

tampoco mundos futuros

de mí, nada se queda

ni memória

Nadie se acuerdará

me quedaré en el olvido

sin estatua

ninguna imagen para el futuro

resumiendo

soy solo una presencia

un numero

entre muchos otros

Ya siento mi pierda

y la pérdida de otros

Estoy solamente platicando solo

 

tags:
publicado por manu às 17:39
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De Breizh da Viken a 2 de Abril de 2009 às 21:57
Lindo Emanuel, muito bonito...
Que delicia ter lido tão bonito poema...


bj

Breizh
De manu a 2 de Abril de 2009 às 22:10
Olá Breizh! Gracias por tus palabras. Besos
De manu a 2 de Abril de 2009 às 23:21
Estás linda
De Gothicum a 3 de Abril de 2009 às 10:17
Cada vez me surpreendes mais. Muito bom Emanuel. Abraços.

és El ninho de la pasión
De manu a 3 de Abril de 2009 às 21:37
Gracias amigo, hago lo que mi inspiración permite. Abrazo.
De poetaporkedeusker a 3 de Abril de 2009 às 16:05
Manu, venho, de fugida, agradecer um comentário seu que estava no Eu li... , dizer-lhe que publiquei um Óscar no http://premiosemedalhas.blogs.sapo.pt/ e que, apesar de o querer oferecer a todos os que por lá passarem, penso que ficaria muitíssimo bem, aqui, neste blog!
Este poema é lindíssimo.
Um grande abraço e muito obrigada!
De manu a 3 de Abril de 2009 às 21:42
Olá poetisa! Não tem que agradecer uma evidência. É um orgulho para mim, enquanto amador do verso, ter a poetisa Maria João entre os meus amigos. Quem lhe agradece sou eu pela sua amizade. Obrigado pelo Oscar. Abraço grande.
De poetaporkedeusker a 3 de Abril de 2009 às 22:11
Trate bem do Óscar, Manu. Ele deve estar muito zangadito comigo.
Obrigada do fundo do coração. :)
De manu a 3 de Abril de 2009 às 22:29
A amizade não se agradece, desfruta-se. Abraço
De rosafogo a 3 de Abril de 2009 às 19:58
Estou de acordo com os anteriores comentários, é lindo o poema,mas não creio que esteja perdido, nem que não haja no futuro quem o recorde! Como é possível?A poesia não morre!

Um abraço
De manu a 3 de Abril de 2009 às 21:47
Olá rosafogo! Agradeço desde já as suas palavras que como sempre são demasiado generosas para mim. É sempre bom ler os vossos comentários, mas nas últimas duas semanas tem sido neles que encontro a motivação que o excesso de trabalho me tem tirado. Uma vez mais obrigado pela generosidade. Abraço.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter