Terça-feira, 7 de Abril de 2009

Matar a poesia (2009)

Mera presunção de quem sabe juntar letras

querer fazer as vezes dos poetas

arrotando palavras num papel

sem a sensibilidade que os poemas merecem

Leviandade de quem tem tempo nas mãos

ideias desconexas para dar a conhecer

regurgitando versos assimétricos

sem a mestria dos verdadeiros poetas

Teimosia numa acção sem mérito

alucinações de carácter lascivo

vómito de frases destemperadas

sem a nobreza que se deseja na escrita

Vaidade num garatujar inóspito

sem vergonha de matar o poema

bolsando pedaços de saber inofensivo

sem inteligência para partilhar

Reflexões sobre a existência de nada

cogitações plagiadas sem remorso

jactos de prosápias delatoras

celebração de tempos ignóbeis

Bazófias sem justificação coerente

falta de denodo original, sem timbre

jorro de palavras cruelmente copiadas

acções assassinas da bela poesia

 

 

tags:
publicado por manu às 21:20
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Simbologia do aMoR a 7 de Abril de 2009 às 22:53
Olá amigo Manulo

Nossa!

Vejo que está revoltado!
Sabe que certa vez diseram-me que eu era uma assassina (por matar uma poesia), sem mesmo saber o que significava. Mas não foi cópia, apenas inspiração que fez-me lembrar de uma pessoa e eu fui escrevendo, escrevendo e depois...Bem, e depois, crucificaram-me!
Na ocasião era iniciante e foi totalmente uma escrita com emoção e não no intuito de copiar, mas de dizer o que sentia.
Espero que não fique aborrecido, talvez não teria o mesmo?

Abraço

Ps. Há no meu espaço algumas palavras sonhadas e agora vividas.
De manu a 7 de Abril de 2009 às 23:04
Olá amiga! Será transmissão de pensamentos...? Ainda agora deixei um comentário no seu espaço... Pelo que li, você ainda está por aqui e ... feliz da vida. Bom para você. Não dê muita importância a este texto, ele é apenas uma constatação de alguns poemas que tenho lido na blogosfera. Por vezes parece que todo o mundo combina falar do mesmo e fica tudo monótono. E há outros que reescrevem poemas que já li noutros lugares e algum tempo atrás. Continuação de uma boa estadia neste nosso cantinho lusitano. Abraço grande.
De Simbologia do aMoR a 8 de Abril de 2009 às 18:38

Acho que tivemos transmissão de pensamento, pois estava querendo ler-te. A pena que o PC é emprestado de minha irmã e não tenho acesso constantemente. Quando possível estarei aqui. Aqui no blog, pois estou ainda por Portugal (Albufeira).Minha permanência são de 3 meses.
No final do mês farei uma viagem de barco( descida do Douro), segundo algumas pessoas é uma viagem linda. E Ainda devo visitar a cidade de Braga, a qual, segundo você é muito bonita.
Quanto a resposta ao meu comentário...
Isto é bem verdade!
Já li frases inteiras de poemas meus.
Mas... cópia ou inspiração, cada um tem sua razão.
E a consciência é de quem faz com este intuito, de copiar.
Talvez alguns textos sejam transmissões de pensamentos. Isto já aconteceu comigo certa vez quando escrevi um poema chamado "Sou o Vento", posteriormente, após meu post, li um texto chamado "Vento" com palavras talvez copiadas. Mas nunca temos a certeza. E o mesmo tema aconteceu com outro bloguista onde pude ler após o comentário dele no meu , com o tema "Tempestade", este, magnífico soneto, o qual fiz questão de colocar nos meus favoritos. Mas era do blog antigo. E já nem me lembro do nome porque não está adicionado aos meus amigos.Este é pena não tê-lo, mas ainda vou encontrá-lo.
Não se incomode com isto. Há um texto bíblico...
"Quem mata pela espada, pela espada perecerá".
Ou seja, um dia do mal que se faz, o retorno vêm e em dobro.

Grande abraço.
De manu a 8 de Abril de 2009 às 19:41
Olá amiga! Ainda bem que você recorda essa situação, pois quando estava escrevendo este texto não me consegui lembrar de quem já me tinha falado de um caso semelhante. Agora me lembro que foi você que falou disso algum tempo atrás. Felizmente ainda não vi nada meu escrito em outros lugares, mas não deve ser nada agradável ser confrontado com uma situação dessas. Aproveite bem o tempo que vai passar por cá e se divirta muito. Depois de visitar Braga me diga o que achou da cidade. Abraço grande.
De rosafogo a 8 de Abril de 2009 às 01:15
Olá Manu

As boas ou más acções, ficam p'ra quem as pratica!

Depois de ler e li várias vezes, tem razão em tudo o
tão bem descreve ,tão bem que nem sei mais se o virei comentar ou apenas ler. Tem que concordar que nem todas as pessoas tem capacidade de bem fazer,
de bem escrever, no entanto exprimem-se como sabem e ás vezes com palavras simples a poesia fica bela e delicada e quem a faz nunca aprendeu métrica alguma, apenas a escreve por gosto.
Agora o plagiar é feio, sem dúvida.

Um abraço e desculpe se me alonguei. Mais não digo,
mas se já sou tão insegura, agora é que me deixou...
De manu a 8 de Abril de 2009 às 18:05
Olá rosafogo! Não me faça uma coisa dessas. Este texto critica aqueles que escrevem sem sentimento, os que escrevem por escrever e os que pura e simplesmente querem fazer passar por seus os textos de outros. Todos estes três casos são muito fáceis de identificar, é só prestar atenção ao que e vai escrevendo por essa blogosfera fora. Espero que continue não só a ler como a comentar o que escrevo, mas fundamentalmente a escrever os poemas que tem escrito. Abraço grande.
De Utopia das Palavras a 8 de Abril de 2009 às 14:10
Manu

Gostei das "basófias"!
Não passa de isso mesmo, são embustes, já que a poesia não corre nas veias de todos!
Deixá-los... não é nada consistente e acabará por se esfumar na sua própria mediocridade!!!

Beijo maior
De manu a 8 de Abril de 2009 às 18:06
Olá Ausenda! Nem vou dizer mais nada. Fizeste a síntese perfeita do que escrevi. Beijo grande.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter