Domingo, 26 de Abril de 2009

Uma quadra, quatro rimas (2009)

Poetizo da minha forma, como sempre fiz

assim faço meus poemas e fico exposto

não sigo nenhuma norma nem uma matriz

escrevo sobre vários temas, faço-o com gosto

 

Uso somente a inspiração, é esse o processo

nada é programado, tudo vem espontâneo

este poema é uma excepção sem sucesso

poema assim rimado, rimas em simultâneo

 

Cada quadra quatro versos, quatro rimas

rimando no meio e rimando no final

concordância em tons diversos, cismas

poema belo ou feio? É circunstancial

 

Escrevo por paixão, digo-o exaustivamente

é uma necessidade escrever em permanência

pode faltar a erudição e sair poesia incoerente

mas escrever na verdade não é uma ciência

 

Apego-me ao que escrevo, sou pai babado

dou a este mundo um pouco mais de mim

sem medo eu me atrevo e sou descarado

porque bem no fundo eu só sei ser assim

 

São palavras vãs as que simplesmente uso

por vezes ando perdido sem um rumo certo

pobres ideias pagãs que utilizo com abuso

frases sem sentido ou de sentido encoberto

 

Apenas escrevo poesia porque isso me acalma

sem ser poeta versado escrevo com opinião

faço poemas sem mestria mas com muita alma

este nem foi complicado e deu-me satisfação

 

tags:
publicado por manu às 10:12
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De rosafogo a 26 de Abril de 2009 às 20:58
Mais um poema escrito com paixão, como é habitual .
Duma espontaneidade, que é o espelho de si mesmo, do poeta que sempre surpreende e que eu adoro vir ler.

Um abraço
De manu a 27 de Abril de 2009 às 18:15
Olá rosafogo! Sempre com muita paixão e espontaneidade e sempre a tentar formulas novas. Espero que o próximo que fizer com quatro rimas por quadra saia melhor, este foi apenas um ensaio. Obrigado pelas palavras sempre simpáticas. Abraço.
De inoutyou a 26 de Abril de 2009 às 22:36

Amigo Emanuel,

Escrever assim, com satisfação, e como diz por paixão. só podem sair versos bem feitos.

Abraço
Alex

De manu a 27 de Abril de 2009 às 18:17
Amigo Alex! Pode-se sempre melhorar. Este é o primeiro que escrevo com quatro rimas por quadra. Pode ser que na próxima tentativa saia melhor. Abraço.
De Utopia das Palavras a 27 de Abril de 2009 às 17:16
RImas são gestos e traços
São sentimentos e alegorias
Telas e desenhos dos passos
Das tuas tristezas e alegrias!

Manu... e tu fazes muito bem! Métrica irrepreensível!

Beijo maior
De manu a 27 de Abril de 2009 às 18:22
Olá Ausenda!

Procuro encontrar formulas novas
na experimentação pode-se ganhar
continuarei a testar, outras provas
com a vossa opinião eu vou contar

Já há algum tempo que tinha na cabeça esta ideia de fazer um poema em que cada quadra tivesse quatro rimas. Este é a primeira tentativa, pode ser que a próxima saia melhor. Beijo grande.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter