Domingo, 10 de Maio de 2009

Fado (2009)

Sentimentos ancorados nas lonjuras

de um passado que nunca se apaga

reminiscências vivas, fieis ternuras

de uma mão que nosso rosto afaga

 

Olhos choram lágrimas, diamantes

em correntes espontâneas, saudade

tristeza por momentos importantes

do que podia ser e não foi realidade

 

Sorrisos rasgados de pálidos brilhos

na recordação de um acto imperfeito

a vida desejada que passou ao lado

 

Fim de peregrinação, exíguos trilhos

num destino divergente do conceito

uma vida vivida, simplesmente fado

 

 

tags:
publicado por manu às 22:32
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Breizh da viken a 10 de Maio de 2009 às 23:00
Eheheheh
Também tenho um que se chama Fado...vai entrar no " Ler-te"

Fado


Juro
Se pudesse esquecia-te.
Juro
Fujo de ti
Mas só quero encontrar-te.
Sinto-te no ar
Vejo a tua essência
Apalpo o teu querer
Lamaçais em que me encontro.
Canto Fado
Fado é o meu amor,
É o teu abandono.
Carrego nos olhos o meu coração
Choro
Porque quero esquecer-te
Ferida aberta que me enlouquece,
Naufraga no teu deserto
Aprisionada no teu mar
Não me lembro quem sou,
Sou o que esqueci.


gosto muito do teu Fado

bjs

Breizh da Viken
De manu a 11 de Maio de 2009 às 17:49
Olá Breizh! Obrigado por partilhares aqui a tua poesia. Pela amostra o "Ler-te" vai ser um estrondo. O nosso fado é tudo o que vivenciámos, tudo o que deixámos passar ao lado, tudo o que desejámos, enfim, o nosso fado é a nossa identidade, a nossa essência. Nós somos o nosso próprio fado. Beijos.
De Simbologia do aMoR a 11 de Maio de 2009 às 18:26
Olá Emmanuel


Fez-me chorar ao ler-te.
De manu a 11 de Maio de 2009 às 20:18
Olá amiga! A palavras elogiosas ainda sei como responder mas estas suas palavras são uma novidade para mim e não sei como reagir. Não chore amiga, é apenas um poema. Beijo.
De Simbologia do aMoR a 12 de Maio de 2009 às 15:54
Oi Manulo

Sim, e quantos poemas não são verdadeiros.
"Vários poemas...Uma vida".

A cada coemntário que faço dá-me inspiração para fazer dele um conto.

Abraço.
De manu a 12 de Maio de 2009 às 18:07
Olá amiga! Que essa inspiração lhe dure por muito tempo. Beijo
De Simbologia do aMoR a 13 de Maio de 2009 às 00:14
Pode ser... E...
Pode não ser por muito tempo.
Por isso... Faço o meu tempo!

Abraço.

Ps. Por algum período meu blog ficará privado. Desculpe-me.
De manu a 13 de Maio de 2009 às 16:46
Olá amiga! Se as circunstâncias assim a obrigam, não tem de se desculpar. Beijo

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter