Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

Em viagem (2009)

Vou rumo ao desconhecido

onde só estive de passagem

curar um corpo ferido

eis a razão desta viagem

 

aqui, neste comboio, sentado

com esta caneta na mão

escrevo por estar inspirado

e nunca neguei a inspiração

 

vai ser curta a travessia

mas árdua a tarefa proposta

quero reencontrar a alegria

e na vida fazer nova aposta

 

de momento estou sem ideias

do que o futuro me dará

coisas lindas ou coisas feias

depois, logo se verá

 

quero aproveitar o momento

fazer um pouco de turismo

não dou lugar ao sentimento

farei uso de algum egoísmo

 

serão meus, estes dias

meus e dos meus poemas

idealizarei fantasias

e esquecerei os problemas

 

quero aproveitar a liberdade

que o afastamento me dá

visitarei uma nova cidade

estou quase a chegar lá

 

uma hora já se passou

desde que o comboio partiu

houve um apito que suou

e a inspiração logo surgiu

 

agora, a uma hora da chegada

caminho percorrido, metade

continua a mente inspirada

e assim escrevo com vontade

 

na poesia sempre fui feliz

mesmo no mau sentimento

só me arrependo do que não fiz

do resto não há arrependimento

 

palavras que solto no papel

quimeras de puro desejo

afasto-me da amargura, do fel

aproximo-me do que almejo

 

sinto-me vazio de emoção

sem sentimentos recalcados

agarro-me à minha razão

ultrapasso maus bocados

 

longa esta viagem espiritual

cujo desfecho desconheço

afinal sou apenas mortal

e de incertezas padeço

 

quero encontrar-me uma vez mais

e voltar ao que fui anteriormente

tomar as decisões mais racionais

e de novo, sentir-me gente

 

esta é a minha vontade

uma meta que me proponho

quero fazer uma realidade

partindo de um simples sonho

 

Este texto foi escrito durante a viagem no comboio regional (Lisboa-Tomar) no dia 10 de JUNHO 2009

 

tags:
publicado por manu às 18:18
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Triskel a 19 de Junho de 2009 às 22:52
Olá Manu,

Que engraçado...estiveste em Tomar...
Também ando por aqui...ou andava!!!!
é uma cidade simpática...


beijo

De manu a 20 de Junho de 2009 às 20:12
Olá Breizh! É uma cidade encantadora. Apesar de pequena tem muito para se ver. Beijos
De Mírtilo MR a 19 de Junho de 2009 às 23:28
Ó Manu, é extraordinária a sua veia poética, o seu estro, a sua inspiração, que lhe guia a imaginação e a mão a lavrar e semear no papel seara poética que o alimenta espiritualmente, ainda que a sofrer dissabores ou desamores, dando-lhe força tal o poema, que o ergue em nimbo de coragem, tenacidade, vontade de vencer o que quer que seja que o atormenta, ou atormentava, viajando em comboio de esperança e desejo de chegar, como que para se purificar de seu estranho mal e de novo, ao regressar, ser ou tentar ser poeta menos sofrido, mas sempre poeta apreciado e lido.
(Para variar, hoje o comentário é em prosa, algo poética, diga-se.)

Um grande abraço, Manu.
Mírtilo
De manu a 20 de Junho de 2009 às 20:23
Amigo Mírtilo!

Acertou em todos os adjectivos utilizados
esse que aqui descreve só posso ser eu
para trás ficaram maus momentos passados
voltei a encontrar-me, um novo Manu nasceu

Belo momento de prosa poética. Aprecio a forma como se expressa.
Abraço forte
De rosafogo a 20 de Junho de 2009 às 00:16
Lindo como sempre.

Gostei de saber que andou distraindo a alma, lá p'las minhas paragens, pena não ter visitado Torres Novas
que tem agora uma das melhores bibliotecas do país, e um rio ladeado por jardins, de fazer sonhar todos
os poetas e não só ,qualquer criatura que pense arte,
esqueci-me de mencionar o castelo de Gil Paes com nove torres, magnífico. Quando puder vá até lá, não fica atrás de Tomar. Estou a puxar a brasa á minha sardinha, não sei se já reparou?!

Bem já fiz de cicerone, resta despedir-me deixando
aquele abraço

Natália
De manu a 20 de Junho de 2009 às 20:34
Olá Rosafogo!

Vamos lá ver se surge a oportunidade
de conhecer a sua cidade de eleição
acredite, não é por falta de vontade
nem tampouco por falta de disposição

foi curta a minha passagem por Tomar
apenas três dias para na vida reflectir
decidi ir onde o comboio me podia levar
só o fim da linha me impediu de prosseguir

Abraço.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter