Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

Nosso legado (2009)

Aos meus olhos apresenta-se a história

muralhas imponentes com memória

de tempos antigos, nosso passado

artefactos, palacetes e jardins floridos

vieram até nós, por outros construídos

tudo isto é nosso, foi-nos legado

 

Dos tempos feudais são sobreviventes

atravessaram eras, povos e gentes

resistindo à evolução do mundo

palco de fé declarada e devoção

pilares supremos do povo de então

religiosidade pura, sentir profundo

 

Casa da Ordem dos Templários

religiosos, guerreiros, solidários

que lutavam contra a heresia

em cruzadas pelo cristianismo

sob as leis de suposto humanismo

ou como diziam: Lutamos por cortesia!

 

No silêncio deste milenar jardim

embelezado para se mostrar assim

sente-se a força de antigamente

imagino o povo a refugiar-se

sob um caos ordeiro, instalar-se

protegendo-se de um ataque eminente

 

No interior das muralhas há de tudo

nada foi descurado, houve estudo

para acolher o povo em necessidade

alimentos e animais eram armazenados

para que em tempos mais complicados

se pudesse salvar toda a comunidade

 

Falo do que vejo à minha frente

e sinto orgulho da minha gente

que por aqui andou a edificar

também eles tinham as suas ambições

mas somos nós, actuais gerações

que da sua coragem estamos a beneficiar

 

Este texto foi escrito nos jardins interiores do Convento dos Templários de Tomar em 12 de Junho 2009

 

tags:
publicado por manu às 20:39
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Triskel a 24 de Junho de 2009 às 22:19
Muito bonito Emanuel este poema...
Parabéns
beijo
De manu a 24 de Junho de 2009 às 22:25
Olá Triskel! São momentos de inspiração. beijos
De Simbologia do aMoR a 25 de Junho de 2009 às 06:54
Oi Manu

Você a recordar o sentir no Convento dos Templários de Tomar.
E eu a recordar e sentir na Igreja Senhora da Hora em
Matosinhos.
Em Braga, a cidade dos Arcebispos, as sensações e o meu sentir foram completamente diferentes.
Achei uma cidade mais alegre que a cidade do Porto.
Encontrei uma grandeza nas famílias que pela praça passeavam.
Um verde que realçava no contraste das flores
As fontes das praças embelezando o horizonte.

Mas o sentir sempre presente. é nossa verdadeira alma que tem o sentir.

Fico feliz por você.

Deus te ilumina.
De manu a 25 de Junho de 2009 às 20:41
Ainda bem que gostou de Braga. Eu lhe havia dito que era uma cidade muito bonita. Abraço.
De Mírtilo MR a 25 de Junho de 2009 às 16:32
Manu:

Oxalá que essa Tomar, que o levou ou atraiu para se reencontrar, quase para se descobrir, sem se saber bem como ia sair, cerveja tomando e a observar, em esplanada, as pessoas a cirandar, pelo jardim, junto ao rio, de ar caloroso ou frio, depois no espaço do Convento, você lendo ou bebendo, lento, a história do local, quase embebido de um ideal, sentindo que houve ali vida gloriosa, que o tomou de tanta admiração respeitosa, mais lhe atiçando a poética veia, que produziu, para quem leia, esta excelente poesia, mas, como no princípio eu dizia, oxalá que essa Tomar o tenha conseguido fazer mudar no sentido em que queria e pelo qual ansiedade sentia.

Um abraço.
Mírtilo
De manu a 25 de Junho de 2009 às 20:48
Amigo Mírtilo!

Também os espaços podem inspirar
e fazer surgir, em nós, boa poesia
encontrei a motivação neste lugar
fiquei encantado como por magia

Abraço forte
De Utopia das Palavras a 25 de Junho de 2009 às 18:11
Quanta História nos olhos para contar
Quando sentimos Portugal
Pequenos somos, mas ricos no deslumbrar
Aventureiros, guerreiros e artistas sem igual!

Manu...viajei contigo mas...nem uma cervejinha pagaste!!!

Beijo Maior

De manu a 25 de Junho de 2009 às 20:56
Olá Ausenda!

Perdoa a falta de cortesia
fica prometida essa cerveja
brindaremos à nossa poesia
e causaremos muita inveja

Beijo grande

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter