Quinta-feira, 2 de Julho de 2009

Ser poeta (2009)

Ser poeta é ser em tudo diferente

analisar todas as situações do mundo

falar das feridas e tocar bem fundo

sem se preocupar em ser eloquente

nem fazer caso das palavras alheias

viver sempre das suas próprias ideias

e lutar com todas as forças que sente

 

Ser poeta é ser único perante iguais

mostrando em verso a sua criatividade

singular e cheia de individualidade

sem perder o gosto de alcançar mais

porque apenas o céu pode ser o limite

a um verdadeiro poeta, tudo se permite

porque os poetas nunca serão normais

 

Ser poeta é ter uma energia sem fim

é ser-se incansável buscando perfeição

é escrever, dando bom uso à inspiração

porque o poeta só pode ser feliz assim

não há prémio que o possa envaidecer

nem saudade que o consiga entristecer

o poeta é jardineiro, a poesia é o jardim

 

Nem todos podem ser como os poetas

ter, no corpo, tatuada a marca dos eleitos

e ser eternamente recordado pelos feitos

proezas heróicas que se queriam discretas

actos e palavras que ficam na história

pedaços de nós, poetas são memória

enciclopédias de mil fantasias concretas

 

Os poetas nunca são bons nem são maus

são simplesmente óptimos pensadores

sofrem pela poesia e sentem-lhe as dores

como se fossem agredidos com paus

isto digo eu que sou simples aprendiz

e que nesta condição consigo ser feliz

para ser poeta faltam-me alguns degraus

 

tags:
publicado por manu às 21:41
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De rosafogo a 3 de Julho de 2009 às 02:11
Olá Manu

Ser-se Poeta é fingir-se ausente
É ás vezes abafar no peito o queixume
É no fundo querer dizer a toda a gente
Que a dor nos queima como lume.

É sonhar ás vezes com o paraíso
Gostar de sonhar, sonhos não reais
Também é ser livre quando é preciso
Poeta, é ser sonhador por demais.

Fique bem
Abraço

De manu a 3 de Julho de 2009 às 20:58
Olá Rosafogo!

Ser poeta é ser o universo
é ter os sentidos alerta
é colocar a voz num verso
e ter a mente descoberta

ser poeta é ser verdadeiro
dar e receber sentimento
é ser sonhador por inteiro
e desfrutar todo o momento

Abraço grande
De poetaporkedeusker a 3 de Julho de 2009 às 17:58
É ser assim, um misto entre a loucura
E uma estranha, imensa, lucidez
Que viverá enquanto em nós perdura
O poeta que, em nós, o mundo fez...

É este estar tão cheio, tendo fome,
É este "ser palavra" incandescente,
É este ser pequeno, sendo enorme,
É ser igual, sendo afinal diferente...

Abraço grande! :)
De manu a 3 de Julho de 2009 às 21:12
Olá poetisa!

Ser poeta é estar em sintonia
com as forças da natureza
é sentir saudade da melancolia
é ter na força a destreza

ser poeta é por si só poesia
é ser portador de coragem
é poeta quem sente nostalgia
no início de cada viagem

Grande Abraço.
De poetaporkedeusker a 6 de Julho de 2009 às 12:26
É tudo isso, Manu. Por vezes - questão de segundos ou décimas de segundo - confundo-me mesmo com a natureza que os meus sentidos abarcam. Pode parecer estranho, mas é extraordinariamente belo.
Abraço grande!
De manu a 6 de Julho de 2009 às 22:18
Isso quando acontece comigo é sinal de inspiração a chegar. Abraço grande
De Utopia das Palavras a 3 de Julho de 2009 às 18:02
Decifrar o sorriso da lua
Sentir que a vida de manhã desperta
Falar aos astros numa noite nua
Então eu sou, tu és poeta!

Manu...sinto a tua escrita mais madura, impressão minha?

Beijo Maior
De manu a 3 de Julho de 2009 às 21:20
Olá Ausenda!

A poesia é, em tudo, sentimento
nós podemos descrevê-la assim
a minha, é apenas um momento
que vivo intensamente até ao fim

Vindo de ti, esse é um elogio tremendo. Acho que ultimamente tenho pensado mais enquanto escrevo e isso parece reflectir-se nos poemas que faço. Mas a essência continua a ser a mesma.

Beijo Grande
De Mírtilo MR a 3 de Julho de 2009 às 19:34
Amigo Manu:
Você não perde a forma, de modo nenhum, de poduzir tão boa poesia. Admiro, na verdade, a sua facilidade em tirar de dentro de si cada poema, que deixa maravilhado quem com sensibilidade poética o leia. Neste poema, porém, apesar de cada poeta ser um poeta diferente, eu discordaria de si um pouco em relação ao penúltimo verso da 3.ª estrofe, «nem saudade que o consiga entristecer», pois os poetas, como é sabido, e comigo aconteceria isso, sofrem de saudades, sofrem do passado. Por mim, talvez tivesse posto «mas saudade que o posssa entristecer». Mas, como o Manu fez há pouco tempo a tal viagem «de cura», pode ser que agora para si faça mais sentido assim... E em relação ao 2.º verso da 4.ª estrofe, «ter no corpo tatuada a marca dos eleitos», eu teria preferido «ter na alma tatuada a marca dos eleitos». Bem, mas, como você disse, e eu concordo, cada poeta é diferente dos outros.
Concordo com a sua geral definição de poeta.

Depois de alguns dias ausente,
de novo admiro a sua arte,
que na alma lhe nasce e parte,
tão bela, tão fácil, tão fluente,
para quem a queira sentir,
lendo-a, mesmo sem a ouvir,
neste poema tão atraente..

Um abraço, Manu.
Mírtilo
De manu a 3 de Julho de 2009 às 21:38
Amigo Mírtilo!

Ser poeta é sentir de forma distinta
cada poema que nasce de nós
cada poeta exulta com a sua voz
e é único nos poemas que pinta
de tudo isto, resulta uma certeza
na diferença está a real beleza
desde que toda a poesia se sinta

Como o amigo sabe ( já me conhece um pouco, através da poesia), o que escrevo é muito espontâneo. Essa espontaneidade, por vezes, resulta em poemas escorreitos mas com pequenos detalhes que poderiam merecer outra atenção. Fico muito contente que o amigo tenha partilhado comigo, de forma tão aberta e directa, o seu ponto de vista. É através deste tipo de comentários sinceros e construtivos que posso retirar alguns ensinamentos, e assim evoluir na minha escrita. Agradeço-lhe por esse facto. Um forte abraço.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter