Segunda-feira, 6 de Julho de 2009

Um dia mau (2009)

É no silêncio da noite que desponta

que procuro o sossego tão desejado

quero-me esvaziar, pôr tudo de lado

e entrar num mundo de faz de conta

poder eternizar uma simples fantasia

esquecer-me desta vida por um dia

e de todo o mal que ela me apronta

 

É na memória da vida que não tive

que deixo levitar os meus anseios

assim sou livre de todos os receios

que durante anos, em mim contive

quiçá deste modo me liberte de vez

e esqueço o mal que a vida me fez

buscando assim algo que me motive

 

É na esperança depositada em mim

que eu me animo e arrisco ser feliz

apesar desse oráculo que contradiz

e me prognostica a chegada do fim

mas eu nunca acredito na má sorte

mesmo que à porta me bata a morte

ela não quer que a vida acabe assim

 

Este é apenas um desabafo fatigado

de quem teve um dia para esquecer

e que sem saber o que aqui escrever

decidiu falar de um dia complicado

outros dias mais suaves logo virão

e será diferente a minha inspiração

hoje saiu isto, estou mesmo cansado

 

tags:
publicado por manu às 22:08
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Mírtilo MR a 7 de Julho de 2009 às 00:12
Oh, Manu, você parece desesperado! Ou será só cansado, como diz mesmo no último verso? Mal por mal, que seja só cansado.
Nos dois últimos versos, você, Manu, parece lamentar este poema por achá-lo, digamos, fraco de inspiração, mas nem pense nisso, porque este poema é, como sempre, mais uma obra-prima sua, e até lhe digo que quanto a mim é dos melhores que de si tenho lido.
Na 2.ª e na 3.ª estrofes, sobretudo na 3.ª, e é o que vale, você revela esperança, coragem até, na vida.
Como você diz, Manu, «dias mais suaves virão». O seu doloroso queixume, ou segredo, só você o conhece bem, mas olhe, Manu, que muita gente também teve, ou tem ainda, tal como você, algo do passado que atormenta, e às vezes sem réstia de esperança nem pingo de coragem para lutar e sepultar esse torturante fantasma. Eu próprio já suportei, já sofri, uma experiência dessas.
Tudo poderá ter solução, o que é preciso é saber descobri-la e aplicá-la, o que nem sempre é fácil, é certo, sobretudo de aplicar. Mas ... haja esperança, com coragem à mistura, se possível.

Um abraço.
Mírtilo
De manu a 7 de Julho de 2009 às 21:33
Amigo Mírtilo! Este texto foi, apenas e só, um desabafo provocado pelo cansaço. Sem saber que assunto abordar, decidi colocar palavras atrás de palavras e saiu este poema. Que posso eu dizer mais perante a vossa (aqui sou obrigado a pluralizar, pois são muito os amigos) generosidade. Obrigado pelas palavras simpáticas e pelo comentário, sempre perspicaz, na decomposição dos meus textos.

São essas palavras a minha motivação
ganho força para seguir com a escrita
são elas o carburante para a inspiração
e a certeza que na poesia alguém acredita

Forte abraço
De rosafogo a 7 de Julho de 2009 às 00:43
Olá Manu

Eu, acho sempre belos, mais tristes, mais nostálgicos,
outras vezes cheios de força e de vida que até faz vibrar a quem os lê, como lhe digo amigo, são sempre
uma beleza.Nossos momentos , vão alternando, ora alegria, ora tristeza, ora satisfação ,logo o contrário, mas a nostalgia, também provoca poesia linda.

Um abraço e boa semana


De manu a 7 de Julho de 2009 às 21:36
Olá Rosafogo! Concordo em absoluto consigo sobre a beleza da poesia, seja ela sobre que tema for. Mas já não sei que mais dizer perante os vossos comentários sempre simpáticos, até nos textos que surgem quando a inspiração não é muita. Boa semana, um grande abraço.
De Utopia das Palavras a 7 de Julho de 2009 às 18:02
Sem sol, um dia agreste
Passa por nós e obcura
Mas alivia, se ao verso deste
A tua palavras mais pura!

Manu...pára um bocadinho, sinto-te acelarado e isso não te faz bem!

Sempre
Beijo Maior
De manu a 7 de Julho de 2009 às 21:42
Olá Ausenda!

Mesmo sem que a inspiração exista
lá vou escrevendo a minha poesia
faço passos mágicos, qual ilusionista
mesmo sem saber poetiso fantasia

E assim vou respirando...
Beijo Grande

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter