Sexta-feira, 31 de Julho de 2009

Introspecção III (2009)

Expando meu olhar como asas de Condor

e voo sobre os corpos despidos ao calor

sem que meus olhos se detenham num só

dou liberdade a um pensamento triste

e pergunto: Será que a felicidade existe?

e da minha garganta apodera-se um nó

 

Cerro os olhos como um encolher de asas

o ar quente transforma-os em duas brasas

que se extinguem pelas lágrimas choradas

como dói saber toda a verdade da solidão

viver iludido por um vil futuro à condição

resultante de ter tomado as opções erradas

 

Mas não sinto remorso ou arrependimento

agi em consciência na hora e no momento

o meu destino já estava traçado de antemão

eu sei que desejei uma vida muito diferente

e os desejos não se concedem a toda a gente

muito vivem a vida inteira sem realização

 

tags:
publicado por manu às 18:41
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter