Terça-feira, 4 de Agosto de 2009

Escrever prosa (2009)

Escrevo apenas pelo prazer que me dá

muitas das vezes não passa de blá blá blá

algo me vem à cabeça e ponho por escrito

rabisco prosas romanceadas ou poesias

mas não há disponibilidade todos os dias

e nem sempre saem as palavras que medito

 

Sinto-me melhor a escrever meus poemas

a prosa é mais difícil, cheia de problemas

que me dão dores de cabeça, então paro

os personagens têm a sua individualidade

mesmo ficcionais todos têm personalidade

com as suas imposições eu me deparo

 

Quem fantasia sabe como iniciar a prosa

o principio de uma história é cor de rosa

só depois surgem as grandes dificuldades

os enredos logo tomam conta do romance

a acção foge de nós, fica fora de alcance

e a meio da história é só contrariedades

 

Escrever um romance exige continuidade

ter tempo nas mãos para além de vontade

só assim se pode pensar nas saídas possíveis

há uns episódios mais fáceis de desenvolver

mas, outros há, que nos dão muito que fazer

e as soluções que ocorrem não são credíveis

 

tags:
publicado por manu às 19:17
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De MiguelBeirão a 5 de Agosto de 2009 às 00:19
Se a tua prosa for escrita
Da forma que escreves poesia
Não será menos bonita
Nem terá menos nostalgia

Quem escreve assim poema
Toda a escrita está ao seu alcance
Seja ele guiões de cinema
Ou livros de romence
De manu a 5 de Agosto de 2009 às 21:55
Amigo Miguel!

Esta paixão que me aprisiona
faz-me escrever até à exaustão
e é o tempo que me condiciona
sem tempo não há conclusão

os romances ficam parados
até que surja a oportunidade
dos nós serem desatados
e poder dar continuidade

Abraço forte
De poetaporkedeusker a 5 de Agosto de 2009 às 11:47
Fiquei a sorrir... tenho um compromisso com umas páginas de prosa que estão bloqueadíssimas... na minha cabeça :))
Abraço grande!
De manu a 5 de Agosto de 2009 às 21:47
Olá poetisa! É esse o meu problema maior... desbloquear os romances que comecei e mantenho guardados. Abraço grande.
De poetaporkedeusker a 6 de Agosto de 2009 às 12:02
Uau! Já conseguiu chegar ao romance? Não é nada fácil! Exige imenso trabalho e uma linha de continuidade que eu ainda não consegui adquirir. Além do mais exige ordem e eu sou mesmo muito, muito desordenada quando escrevo...
Parabéns! Faça o possível por ir em frente!
De manu a 6 de Agosto de 2009 às 18:02
Olá poetisa! Esta minha paixão pela escrita nunca se limitou à poesia. Tenho, de facto, quatro romances incompletos na "gaveta" à espera que apareça essa continuidade que fala. Quando se escreve em prosa, há sempre um momento em que a história se escreve por si própria e quando surge um problema para resolver, nem sempre se encontra a melhor solução. Por isso tenho esses texto parados. Quem sabe se um dia consigo desatar os nós em que essas histórias se emaranharam. Abraço grande.
De poetaporkedeusker a 7 de Agosto de 2009 às 16:24
Essas paragens não são tão inusitadas quanto possam parecer. Também há pintores que fizeram o mesmo com algumas obras. O retrato de ... caramba! Esqueci-me do nome daquela extraordinária mulher americana que comprou imensas coisas a Picasso e a Matisse... Gertrud Stein!!! Picasso teve uma "paragem" dessas com o retrato de Gertrud Stein!
Desculpe , mas eu começo a achar demasiadas estas minhas falhas de memória e não gosto nada de andar a apagar comentários. Segue tal e qual.
Um grande abraço e um bom fim-de-semana!
De manu a 7 de Agosto de 2009 às 21:26
Olá poetisa! Serão essas paragens exclusividade dos artistas?
Os comentários assim, tipo fala quotidiana, dão a sensação de conversa directa e não de diálogo faseado, acho-os uma mais-valia.
Abraço e bom fim de semana.
De poetaporkedeusker a 10 de Agosto de 2009 às 11:54
Pois eu também penso assim, Manu. É isto que é verdadeiramente novo na blogosfera! É uma dinâmica que nunca antes foi possível e que eu chamaria de "Tertúlias Literárias Online" :))
Abraço grande!
De manu a 10 de Agosto de 2009 às 12:52
Olá poetisa! Nem de propósito essa sua referência às tertúlias. Há dois dias atrás, numa conversa com um amigo, eu referi que era uma pena acabarem esses espaços onde se encontravam as pessoas durante as tertúlias ( fossem literárias ou não). O hábito de juntar pessoas em redor de uma mesa de restaurante ou café já é coisa do passado, então venham estas tertúlias online. Abraço grande.

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter