Segunda-feira, 19 de Outubro de 2009

Fúria (2009)

Incompreensível estado de alma

foge-me a razão, perco a calma

que se foi com o Sol de Verão

choram nuvens de desconfiança

regam terra árida d'esperança

brotando de mim esta irritação

 

Momentos de escassa paciência

num paciente são incoerência

na enxurrada vai todo o alento

confuso, encho-me de lamúria

explode este meu peito de fúria

e com ele eu também rebento

 

tags:
publicado por manu às 20:30
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Utopia das Palavras a 19 de Outubro de 2009 às 21:18
Hoje não me meto contigo
por esta sextilha teres feito
Tem cuidado meu amigo
Ainda rebentas o peito!

Manu...há dias melhores que outros...tem calma!
Gostei deste teu desabafo, muito bem escrito!

Beijo Maior


De manu a 19 de Outubro de 2009 às 21:24
Olá Ausenda!

Nem todos os dias são de festa
há aqueles que demoram a passar
desabafar em rima é o que me resta
para ver se consigo não rebentar

Há dias assim. Mas ao longo dos anos aprendi a refrear os ânimos e a separar as águas. Comigo raramente paga o justo pelo pecador. Beijo Grande.
De rosafogo a 20 de Outubro de 2009 às 00:33
O que vale é que não é sempre
Às vezes tem que se aceitar
Mas não queira permanente
Este estado d'alma deve evitar.

Amido Manu, ai este tempo, que não dá para nada,
já tinha saudades de ler o sempre tão bem escreve,
até com um pouquito de desanimo, mas nada como um outro dia, logo tudo muda.

Abraço
rosa
De manu a 22 de Outubro de 2009 às 23:23
Olá Rosafogo!

Talvez seja pelo tempo estar a mudar
muda a disposição, foi-se com o calor
mas de certeza que não é para durar
logo, logo, vai regressar o bom humor

Mas por enquanto a falta de tempo faz-se sentir e a disposição não é a melhor. Quem me dera que os dias tivessem mais horas, talvez assim pudesse fazer as coisas com mais calma e evitar este stress. Abraço.
De rosafogo a 20 de Outubro de 2009 às 00:39
Não repare alguma palavra trocada ou em falta,
que a esta hora, a cabeça já não funciona muito bem.
Fui ler entretanto aquilo que ainda não tinha lido e ao
voltar apercebi-me das falhas.

Só para lhe dizer, que tem belos poemas, foi bom ter passado por cá, obrigado pela partilha.

abraço
rosa

De manu a 22 de Outubro de 2009 às 23:25
Mas nem sempre tem havido tempo para colocar mais esmero nos poemas. Nem colocar poemas diariamente tenho conseguido. Ai, esta dependência do tempo. Abraço.
De Breizh da Viken a 20 de Outubro de 2009 às 21:59
Ai amigo,

Na vida momentos destes
Também fazem falta
Nem que seja para escrever
poemas destes em voz alta


beijo

De manu a 22 de Outubro de 2009 às 23:28
Olá poetamorrente!

São momentos menos felizes
que fazem parte da vida
concordo com o que dizes
assim há poesia mais sentida

Beijos

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter