Quarta-feira, 22 de Outubro de 2008

VIDA II (2008)

Oh vida que sempre surpreendes

zombas de mim quando te apetece

és cruel, maldosa e entendes

quando o mal surge, e acontece

 

Mais maligna que tu não conheço

não sei que te fiz para agires assim

um tratamento melhor eu mereço

peço piedade, tem pena de mim

 

Tu sempre ouves os meus lamentos

e acodes ao primeiro suspiro

vens de manso, acabam os tormentos

tu renovas o ar que respiro

 

Tens com o destino uma aliança

juntos actuam pela calada

deram a mão, a noite era uma criança

quando recebi a vossa chamada

 

Apoderou-se de mim uma triste melancolia

vocês então vieram para me socorrer

no corpo de alguém que à muito não via

oh que emoção, senti-me desfalecer

 

Quando o telefone tocou altas horas

praguejei rezingão, não o queria atender

mas curioso como sou, atendi sem demoras

quem me ligava tão tarde queria saber

 

Tu tens duas caras, oh vida

podes ser bruxa, mas também fada

ora me pregas uma partida

ora me dás uma surpresa de madrugada

 

Alguém do outro lado da linha

uma voz amiga à muito calada

destruiu toda a tristeza que tinha

invadiu-me uma alegria renovada

 

Oh vida a ti te agradeço agora

voltei a sorrir quando precisei

posso contar contigo a qualquer hora

peço perdão porque de ti duvidei

 

 

 

 

sinto-me: como novo
publicado por manu às 20:17
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De MBeirão a 22 de Outubro de 2008 às 22:40
A vida ,por mais matreira
Entre a noite e o dia
Dá-nos a sua maneira
Momentos de dor e alegria

Se a nossa alma ela rega
Tambem nos é sacana
Partidas de mau gosto nos prega
Desilude, maltrada e engana

vivendo por vezes a sobreviver
Por a culpa morrer sozinha
andamos meia-vida sem perceber
por onde a nossa vida caminha


Mas atrás de um triste não
Vem sempre um alegre sim
Que nos faz lhe dar razão
E entender que a vida é assim

Um abraço,
gostei e vou acompanhar este blog
força para continuar

Miguel beirao



De manu a 23 de Outubro de 2008 às 03:00
Obrigado pelo poema. É gratificante saber que os nossos pensamentos servem de inspiração a outros, ainda mais quando nem sequer nos conhecem. É sempre bem vindo a este meu (nosso) cantinho.
De Sónia Maria Da Fonseca Pereira a 14 de Dezembro de 2008 às 19:47
eu countinuo a duvidar....da vida.ser mae foi o que me preencheu.
De manu a 14 de Dezembro de 2008 às 20:14
Deixa as dúvidas de lado
a vida é mesmo assim
nem tudo na vida é fado
nem mesmo flores de jardim

tens o teu lugar no mundo
foi Deus quem o fez
e pensa bem...lá no fundo
agora tens a Inês

ama-te a ti porque mereces
ama-te como amas a criança
larga a tristeza de que padeces
a Inês exige-te essa esperança

Beijo

Comentar post

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter