Sábado, 5 de Dezembro de 2009

Mulher coragem (2009)

Rituais penosos que revoltam

os gritos mudos que se soltam

ai! Este silêncio ensurdecedor

sonhos de felicidade roubados

princípios morais adulterados

sem vergonha do perpetuador

 

Sentimentos apenas explicados

por quem viveu maus bocados

sem ombro qu'aceite a verdade

medos que só os medos exortam

medos gastos que ainda voltam

provocando medos de ansiedade

 

Palavras nefastas que degolam

são como fogo lento e imolam

pura vileza, acto de sabotagem

medos eternos à alma colados

numa voz sem medo revelados

grito d'alerta, mulher coragem

 

Este poema é dedicado à escritora Antónia Serafim uma mulher coragem

 

 

tags:
publicado por manu às 22:19
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários

.geocounter