Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Trabalho nas obras II (2008)

Por vezes dou comigo a pensar

se, na cara, tenho algo escrito

nem sempre consigo acreditar

no que oiço, no que me é dito

 

Não sou doutor, longe disso

mas tenho consciência do que sou

tenho um trabalho, um serviço

em tudo o que faço, o máximo dou

 

Podem criticar, dizer que está mal

todos aprendemos com os erros

mas não me falem como a um animal

falem com correcção, não aos berros

 

Sou muito calmo por sã natureza

mas não gosto de ser pisado

aí, perco a calma, com certeza

e transformo-me num ser irado

 

Não sei o que realmente pensam

aqueles que na parede têm diploma

e da arrogância não dispensam

julgam-se fechados numa redoma

 

Oiçam com atenção, o que me irrita

é esse vil e constante bota-abaixo 

só porque carrego uma marmita

não sou nem serei vosso capacho

 

P'rós olhos, não me atirem areia

mesmo tapados, vejo mais que vocês

não me apanham nessa teia

não ando nesta vida à um mês

 

Assumam o que têm de assumir

sejam os homens que dizem ser

para não me voltarem a ouvir

e ver-me, de novo, enfurecer

 

Vocês têm um preconceito errado 

que não perdem nem a murro

lá por eu não ser doutorado

trabalho nas obras, mas não sou burro

 

 

sinto-me: furioso
publicado por manu às 22:03
link do post | favorito
De filipe a 15 de Novembro de 2008 às 16:45
"O que fazemos durante as horas de trabalho determina o que temos; o que fazemos nas horas de lazer determina o que somos."
Charles Schulz

Todos os trabalhos são dignificantes e todos são necessários.
De manu a 15 de Novembro de 2008 às 18:27
Isso é verdade amigo Filipe. Mas há sempre um energúmeno mais ignorante que pensa ser dono e senhor das verdades absolutas. Esta situação que poetizei não me dizia respeito mas não me contive e reagi. Se há coisa que me tira do sério é a falta de respeito. Obrigado pela visita, um abraço.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub