Terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

Sim! Escrevo III (2008)

                         I

 

Há prazeres que nunca se perdem

e com o tempo apenas prosperam

são hábitos que jamais cedem

e por nós, eternamente esperam

 

um desses prazeres é escrever

e escrevo o que a alma sente

escrevo para quem quiser ler

escrevo para toda a gente

 

quando escrevo sou feliz

vivo a felicidade suprema

e dela não me desfaço

 

agora o meu destino quis

que escrevesse este poema

obedeço, é assim que faço

 

                         II

 

A caneta é objecto, eu sou instrumento

as palavras surgem vindas do nada

escrevo um facto ocorrido, um sentimento

escrevo o que sinto de uma assentada

 

enquanto escrevo sinto imenso prazer

não me envergonho e aqui confesso

a quem dispõe de tempo para me ler

apenas escrevo, não procuro sucesso

 

a escrita é a minha vida

embora tenha outra profissão

que me consome tempo precioso

 

a escrita é a minha jóia querida

a ela me dou de alma e coração

escrever é um acto delicioso

 

                        III

 

Começo a escrever e o tempo pára

o silêncio impera neste meu mundo

quando escrevo ninguém vê e repara

no meu íntimo secreto e profundo

 

só após a conclusão do texto escrito

é que tudo volta ao normal, à realidade

contudo, no que escrevo eu acredito

e digo-o sem chauvinismo ou vaidade

 

o que escrevo consigo sentir

e sinto com ardor e paixão

o que a vida me oferece

 

escreverei até à hora de partir

e ser enfiado num caixão

escrevo o que me apetece

 

                   

sinto-me: inspirado
publicado por manu às 22:00
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Alexandrino Sousa a 2 de Dezembro de 2008 às 22:49

Caro Emanuel,
Quanta inspiração...
Acredite que ao ler textos seus assim como respostas a comentários, não sei se posso dizer, mas fiquei pasmado...
Mas gosto muito da forma rápida como escreve e da rima que põe nos seus versos.

Meus Parabéns
Abraço
Alex
De manu a 3 de Dezembro de 2008 às 18:11
Quanto às rimas, são coisas práticas
que uso, estando assim inspirado
eu agradeço as palavras simpáticas
aqui deixo o meu sentido Obrigado.

Um abraço.

Comentar post

.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub