Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

Começar de novo (2008)

Soltem as amarras e mordaças

dispam esses disfarses malditos

ajoelhem e orem, dêem graças

soltem do peito esses gritos

 

Libertem-se de todos os fantasmas

acordem para a vida em verdade

purifiquem-se desses letais miasmas

penitenciem-se pela vossa falsidade

 

Somos todos humanos por natureza

com virtudes e defeitos com certeza

mas podemos sempre melhorar

 

Esqueçamos o frio gélido do inverno

olvidemos o calor tórrido do inferno

e juntos vamos recomeçar

 

 

sinto-me: apelativo
publicado por manu às 22:47
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008

Sim! Escrevo IV (2008)

                         I                             

Escrevo sempre que posso, sou criativo

tenho veia, não digo que tenho talento

podia cair nesse erro a qualquer momento

e estatelar-me apenas por esse motivo

 

tento o meu melhor em cada poema

sei que tenho limitações, sou humano

e sei que a nódoa cai no melhor pano

não quero fazer uso de um só sistema

 

tento não ser repetitivo

procuro escrever do que sei

a verdade é a minha arma

 

fujo do mundo limitativo

faço versos que p'ra mim são lei

escrever é dom, não é karma

 

                         II

Os temas surgem naturalmente

não os forço, isso seria errado

sou simples, evito ser complicado

faço uso do que tenho...a mente

 

a vida é um poema por si só

esta máxima não encerra mistério

faço uso do humor e sou sério

sou impiedoso e capaz de ter dó

 

as últimas palavras estão por dizer

calado não fico, vou querer falar

quer me escutem ou não

 

ainda tenho muito para escrever

vai ser difícil alguém me parar

acredito que tenho razão

 

                         III

De bem escrever, acredito ser capaz

poemas livres ou mesmo sonetos

com versos bons, outros obsoletos

com rima séria, fácil e perspicaz

 

haverá porventura algum verso forçado

pois não sou de todo infalível

e nesta vida nada é impossível

é só ver o que eu tenho "postado"

 

tento ser poeta por direito

escrevo por amor às letras

aqui sozinho no meu canto

 

quero fazer poemas do meu jeito

com temas sérios e outras tretas

tentando escrever com encanto

 

                         IV

Já o disse e volto a repetir

de poeta sou só aprendiz

a escrever sou homem feliz

isso não posso desmentir

 

escrevo desde que aprendi

não nego a minha obsessão

escrever é uma eterna paixão

das mais fortes que já senti

 

faço dos poemas a minha cama

onde me deito e reflicto

sobre o meu quotidiano

 

sou aquele que a escrita ama

não admito ficar aflito

pelo meu valor ser mediano

 

sinto-me: inspirado
publicado por manu às 20:01
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

Sim! Escrevo III (2008)

                         I

 

Há prazeres que nunca se perdem

e com o tempo apenas prosperam

são hábitos que jamais cedem

e por nós, eternamente esperam

 

um desses prazeres é escrever

e escrevo o que a alma sente

escrevo para quem quiser ler

escrevo para toda a gente

 

quando escrevo sou feliz

vivo a felicidade suprema

e dela não me desfaço

 

agora o meu destino quis

que escrevesse este poema

obedeço, é assim que faço

 

                         II

 

A caneta é objecto, eu sou instrumento

as palavras surgem vindas do nada

escrevo um facto ocorrido, um sentimento

escrevo o que sinto de uma assentada

 

enquanto escrevo sinto imenso prazer

não me envergonho e aqui confesso

a quem dispõe de tempo para me ler

apenas escrevo, não procuro sucesso

 

a escrita é a minha vida

embora tenha outra profissão

que me consome tempo precioso

 

a escrita é a minha jóia querida

a ela me dou de alma e coração

escrever é um acto delicioso

 

                        III

 

Começo a escrever e o tempo pára

o silêncio impera neste meu mundo

quando escrevo ninguém vê e repara

no meu íntimo secreto e profundo

 

só após a conclusão do texto escrito

é que tudo volta ao normal, à realidade

contudo, no que escrevo eu acredito

e digo-o sem chauvinismo ou vaidade

 

o que escrevo consigo sentir

e sinto com ardor e paixão

o que a vida me oferece

 

escreverei até à hora de partir

e ser enfiado num caixão

escrevo o que me apetece

 

                   

sinto-me: inspirado
publicado por manu às 22:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

Inspiração (2008)

Quando a inspiração aparece não deixo de aproveitar

dou-lhe uso antes que ela desapareça

dou-lhe a forma que me pede, escrevo o que ditar

mal ela o diz, e antes que eu me esqueça

 

Muitos versos já perdi em inúmeras oportunidades

muito poema ficou para a eternidade esquecido

hoje em dia acredito mais nas minhas capacidades 

e nenhum poema fica no esquecimento perdido

 

Por isso escrevo sem cessar, horas a fio

nunca dou por perdido o tempo que disponho

e cada vez acredito mais em mim, aceito o desafio

escrevo o que sinto e quero, realizo um sonho

 

Que esta rica fonte não seque e jamais se esgote

é o meu mais íntimo, real e profundo desejo

que ela se alongue no tempo, até eu ser velhote

não sou vidente ou bruxo, mas é isso que prevejo

 

sinto-me: inspirado
publicado por manu às 15:58
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds