Sábado, 7 de Fevereiro de 2009

Sonhos III (2009)

Fecho os olhos e sonho

vislumbro uma outra vida

sem esta dor que me atormenta

fecho os olhos e sonho

uma vida diferente

uma vida que gostaria de ter

sonho uma vida contigo

sonho passeios à beira mar

sonho caminhadas lado a lado

de mãos dadas

sonho beijos ardentes

sonho intimidades

sonho beijos teus

sonho carícias tuas

sonho palavras sussurradas

sonho sorrisos e gargalhadas

sonho apenas sonhos

fecho os olhos e sonho

sonho conversas intermináveis

sonho confidências

sonho segredos partilhados

sonho a tua voz

sonho o teu sorriso

sonho e sinto o teu cheiro

sonho apenas sonhos

sonho uma família

eu, tu e descendência

pequenos eus

pequenas tus

sonho comunhão

sonho amor

sonho apenas sonhos

fecho os olhos... e sonho

 

tags:
publicado por manu às 17:06
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Trabalho nas obras III (2009)

Pelo lado mais fraco é que a corda rebenta

mas por vezes é pela culatra que sai o tiro

pensaram que eu era uma alma desatenta

mas na injustiça sou pior que um vampiro

 

trabalho nas obras, sou tudo menos perfeito

mas burro não sou, nem nunca me rebaixo

e salta-me a tampa pelo vosso preconceito

altera-se a minha disposição, vai tudo abaixo

 

não sou menino de coro, tão pouco marginal

da arbitrariedade tenho asco, fico revoltado

incriminar sem provas para vocês é normal

mas acusarem os nossos dá mau resultado

 

trabalhamos nas obras, não somos meninos

não usamos gravata nem camisas engomadas

mas provocados transformamo-nos em felinos

e desagravamos a preceito e de garras afiadas

 

pensem bem nas acusações que estão a fazer

aqui não há crianças em brincadeiras de recreio

por muito que vos custe têm que compreender

para atingir um fim não é tolerado esse meio

 

se se sentem incomodados com esta "gentalha"

vocês só têm dois caminhos por onde seguir

o primeiro é arranjarem nova frente de batalha

o segundo é reconhecer o equívoco e redimir

 

mentirosa foi a vossa tentativa de nos denegrir

para vossa frustração eu era um dos presentes

estando eu por perto veleidades não vou permitir

estou demasiado calejado neste tipo de "incidentes"

 

tiveram que ouvir as verdades que não gostaram

o ambiente alterou-se, ficou agora deteriorado

vocês perderam no joguete em que apostaram

para a próxima ponderem mais, tenham cuidado

 

sinto-me: furioso
tags:
publicado por manu às 20:55
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

O grande amor da vida (2009)

Poderemos nós saber se já encontrámos

o grande amor na nossa efémera vida

se o incógnito futuro não deslumbrámos

e ainda não saímos do ponto de partida?

 

Poderemos nós saber se já encontrámos

a nossa alma gémea há muito desejada?

Será que basta saber que nos apaixonámos

e pensar em absolutamente mais nada?

 

Que evidências nos podem confirmar

que a paixão é absoluta sem alternativas?

Qual é o sentimento mais revelador?

 

Que provas temos que possam justificar

uma paixão assim tão eterna e definitiva

o aparecimento desse derradeiro amor?

 

tags:
publicado por manu às 21:10
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009

Projecto de vida (2009)

Um projecto de vida, uma esperança

Um simples sonho eu quero realizar

Fazer história? Ficar na lembrança?

Não! Apenas minha poesia divulgar

 

Oferecer os meus poemas ao mundo

Minhas ideias, meu modo de pensar

Dar a conhecer meu íntimo profundo

E um desejo antigo poder concretizar

 

De poeta sou simplesmente aprendiz

A poesia é um astro do meu sistema

Os poemas são meu secreto universo

 

Escrever faz de mim um homem feliz

Faço por dia mais do que um poema

Sou apenas e somente amadordoverso

 

publicado por manu às 21:48
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

Lança a sorte (2009)

Transmites ideias em suaves prestações

não dizes logo o que realmente pensas

depois esperas pelas minhas reacções

ouvir o que digo, tu já não dispensas

 

conversa comigo tudo de uma só vez

porque nos puzzles nunca serei bom

diz-me porque apenas usas o talvez

o sim e o não, para ti não têm som?

 

diz-me agora o que tens para dizer

confia em mim, ficas mais aliviada

e colocarás um fim no teu desnorte

 

descarrega a alma, deixa de sofrer

não gosto de te ver assim agoniada

chega-te à frente, lança a tua sorte

 

tags:
publicado por manu às 19:55
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

VIDA IV (2009)

A vida não é como os poemas

que fazemos com muita paixão

ela é ingrata e cheia de dilemas

por isso utilizamos a razão

 

por vezes a vontade é bem forte

e só queremos a vida melhorar

mas por ser filho da pouca sorte

antes de agir tenho que pensar

 

bem tento arranjar uma solução ideal

mas já não posso caminhar no escuro

quero ir seguro, ter algumas certezas

 

porque esta minha vida é bem real

eu devo pensar também no futuro

e preparar-me para as suas durezas

 

 

tags:
publicado por manu às 00:16
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

Hora de mudança (2009)

Há momentos na vida em que as dúvidas aparecem

as certezas deixaram, há muito, de fazer sentido

as pessoas nem sempre são aquilo que parecem

os obstáculos são cada vez mais, sinto-me perdido

 

não é novidade para mim, sentir este desconforto

ciclicamente sou invadido por esta suprema vontade

tudo corre bem quando faço as coisas por desporto

tudo se altera quando sinto exigência de obrigatoriedade

 

com dezanove fiz a minha primeira mudança radical

deixei de estudar por sentir não ter mais para dar

com vinte um fiz uma profunda alteração visual

deixei o meu lado rebelde para trás, dei-me novo ar

 

aos vinte sete foi-me imposta pela vida outra alteração

deixei de sentir necessidade de ser um vilão amoroso

fui acometido por uma surpreendente e densa paixão

nunca na presença de uma mulher fiquei tão nervoso

 

aos vinte e nove voltei a ter de mudar a minha vida

o amor impossível que então vivia, estava a doer

abdiquei de uma boa situação, desde aí perdida

o desafogo de há oito anos nunca mais voltei a ter

 

hoje volto a sentir urgência em mudar, estou cansado

este meu ciclo está caducado, nada de novo me dá

mas infelizmente pela idade já estou a ficar marcado

perspectivas de futuro são muito poucas ou não há

 

a realidade sobrepõem-se à minha real necessidade

é triste constatar quão injusta a vida se pode mostrar

nos dias de hoje é muito elevado o preço da felicidade

e é muito difícil aos trinta e sete deixarem-nos trabalhar

 

publicado por manu às 11:37
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds