Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Elogios II (2009)

Tenho estado um pouco afastado

poucas são as visitas que faço

como hoje estou mais folgado

visitei e invadiu-me o embaraço

 

De blog em blog lá fui eu contente

espreitei, li, reli, apreciei e gostei

até ver algo inesperado, diferente

num texto antigo que encontrei

 

Sobre uma poetisa homenageada

um comentário eu lá tinha deixado

voltei e a minha alma ficou pasmada

pois também acabei por ser elogiado

 

Envaideceram-me as palavras que li

e vaidoso de mim sempre fui e sou

acho que esses elogios nunca os mereci

mas agradecido podem crer que estou

 

Chamar-me espontâneo ainda aceito

mas é um exagero dizerem "Genial"

apenas escrevo o que me vai no peito

são apenas versos, nada de especial

 

Sei muito bem avaliar com isenção

a minha poesia quanto muito é sincera

escrevo, porque escrever é uma paixão

e ser poeta... pois... quem me dera

 

Já muitas vezes o disse mas repito

de poeta sou simplesmente aprendiz

sou eu próprio, escrevo o que acredito

e por gostarem de mim fico feliz

 

tags:
publicado por manu às 21:17
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Cartas e fotografias (2009)

Fragmentos do passado

pedaços de história

memórias sempre vivas

cábulas de uma vida.

 

Palavras mudas que se escutam

sentimentos escritos para recordar

frases eternas

frases com significado

ideias que atravessam o tempo

momentos gravados no papel

documentos comprovativos do "FUI"

 

Imagens para a posterioridade

sorrisos perpétuos

sorrisos reveladores

instantes gravados em película

originadores de saudade

lembrança de lugares e momentos

tempo passado

eternamente parado

 

Palavras e imagens que se complementam

partículas de vida, memórias

provas de um passado real

provas de vivências temporais

reavivar de sentimentos

filmes legendados

cenas eternas

cartas e fotografias

 

tags:
publicado por manu às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 20 de Abril de 2009

No silêncio da madrugada (2009)

Nos silenciosos momentos da madrugada

quando o sono custa a aparecer

em campo entra a solidão

equipada a rigor

pronta e disposta a fazer-se sentir

contente por marcar presença

alegre por me impedir de dormir.

 

Os pensamentos então surgem em catadupa

fico cada vez mais desperto

na certeza de passar uma noite em claro.

 

A mente viaja no tempo

em busca de memórias felizes

memórias de tempos interrompidos.

Então recrimina-me pelas decisões tomadas.

Decisões precipitadas?

Decisões erradas?

Nunca chego a uma conclusão satisfatória

apenas sei que foram as minhas decisões.

 

Deitado na minha cama abissal

coloco o olhar no espaço vazio

espaço que já foi ocupado

mas sempre temporariamente

fugazmente.

 

O sono não vem

em seu lugar surgem as suposições.

E se... em vez de... fosse assim...

Imagens fantasiosas e fantasiadas

enchem o vazio da noite

enchem o vazio da alma

e fazem aumentar a solidão

e o dia que não chega

e o sono que não vem

e a noite que não acaba

e a cama que está vazia

e eu que estou só

e esta solidão que não termina.

 

Deixem-me só

mas deixem-me dormir.

 

tags:
publicado por manu às 19:46
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 19 de Abril de 2009

AUSENDA HILÁRIO

Com força de humana vontade

soltas a tua voz, gritas ao mundo

tu, ó diva da poesia em liberdade

declamadora de um sentir profundo

 

Passas a tua mensagem pessoal

fazes uso da lua, ventos e marés

apesar desta plataforma virtual

conheço-te, sei bem como tu és

 

Num tempo sem moral ou valores

as tuas palavras são nova esperança

motes simples mas moralizadores

são o teu legado, a tua herança

 

Não só de corpo e alma tu és mulher

da tua condição deves estar orgulhosa

de peito aberto, para o que der e vier

tu és bem mais, és uma pessoa fabulosa

 

Nestes momentos de física fraqueza

em que o desgaste de mim se apodera

é reconfortante sentir e ter esta certeza

ainda existe no mundo amizade sincera

 

A separar-nos temos apenas o espaço

somos seres reais na virtualidade

abdico de tudo mas nunca me desfaço

da poesia, do teu carinho e amizade

 

Esculpiste o teu nome no meu peito

a letras de ouro, chamaste a atenção

são amizades como a tua que aceito

e guardo bem fundo neste meu coração

 

Posso ser um homem com defeitos e carências ( nunca os escondi) mas sinto-me abençoado por ter os amigos que tenho. A tua amizade incondicional é um aspecto que só me engrandece. Como a amizade não se agradece, apenas se sente, venho deste modo dizer publicamente o carinho que tenho por ti e como te adoro por seres a mulher fantástica que és mas acima de tudo quero que o mundo saiba quão maravilhosa és como ser humano. Sou um privilegiado por te ter conhecido. Obrigado por existires.

 

 

tags:
publicado por manu às 09:23
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Quarta-feira, 15 de Abril de 2009

La búsqueda II (2009)

Sigo mis estrellas guías

yo voy donde me llevan

acepto la venta en mis ojos

tengo confianza en las estrellas.

Señala la luna una sonrisa

está orgullosa de mi

ella también se asegura de mi

ella también quiere mi bienestar.

El viento Zéfiro sopla las nubes

que persisten en la oscuridad del camino

y ocultar lo que quiero y deseo.

Tengo los astros de mi lado

nada me hace temer

no lo temo a nada

yo soy el hijo de un nuevo valor

soy un producto de la vida sufrida

en busca de la felicidad

que se me negó una vez.

Sé que me merezco ser feliz.

Tengo todo el cielo de mi lado

cerca de mi está mi mejor ángel

por la mano viene mi hada madrina.

Tengo mi proprio brillo

alcanzado con el sufrimiento.

Tengo el brillo de las estrellas

como un faro de mi vida

tengo la bendición de la luna

sólo falta la felicidad

que existe

pero me la han ocultado

y ahi está

tan cerca de mi.

 

tags:
publicado por manu às 20:51
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 14 de Abril de 2009

À deriva (2009)

Deambulando pela vida fora

oiço as vozes das sereias em terra

escuto os sons que me atraem

mas mantenho-me firme no meu posto.

Perscruto o horizonte, nada vejo

denso é o nevoeiro que me cega

não há farol que me indique o caminho.

Estou perto da costa, ó terra prometida

sinto a tua proximidade

no entanto, ainda te desconheço os contornos.

Em tuas areias desejo aportar

mas receio que sejam movediças

e estou sem forças para lutar.

Diz-me ó destino cruel e adverso

onde está o meu porto de abrigo

como posso encontrá-lo?

Sou marinheiro de longas travessias

mas a experiência de nada me vale

estas águas estão em permanente mutação

mil vezes as atravessei

mas nunca as conheci verdadeiramente.

Ajuda-me ó meu anjo da guarda

não adormeças nesta hora de necessidade

ampara esta minha nau

leva-me em segurança ao dealbar da vida

deixa-me recomeçar uma vez mais

dá-me a tua mão, não me deixes cair

não permitas que volte a cair

 

tags:
publicado por manu às 20:40
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Mereço (2009)

Há um sol que já brilhou

e agora permanece escondido

há um tempo que já passou

em que me senti perdido

 

Longos anos de escuridão

longe dos brilhos animadores

causados por uma paixão

momentos tristes, desoladores

 

Nas trevas estive agrilhoado

por um amor fiquei refém

libertei-me e ainda revoltado

procurei o amor de alguém

 

Ao mundo apareci como sou

sem máscaras, não me escondi

gritei bem alto "Aqui estou"

"Quero ser feliz, muito já sofri"

 

Dei expressão a desejos antigos

afastei-me do que me fazia mal

pelos pecados sofri mil castigos

não tive tratamento especial

 

Exijo uma nova oportunidade

peço apenas o que sempre quis

tenho direito à minha felicidade

mereço, finalmente, ser feliz

 

tags:
publicado por manu às 19:59
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds