Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Rogério (2009)

Os contactos não são frequentes

passam meses sem nos vermos

mas a empatia não se apaga nem se dilui.

Há laços que são bem fortes

apesar das ausências prolongadas

dos silêncios auto impostos.

Mas a lembrança é constante

e os reencontros são intensos

apesar de fugazes.

Palavras trocadas, risos sinceros

amizade verdadeira

coisa rara e muito nossa.

Palavras nada circunstanciais

interesses honestos

conhecimento mútuo, cumplicidade

aceitação do outro tal qual é

mesmo na divergência, no desacordo.

Como é saudável esta amizade

como é gostoso ser-se querido

como é bom sermos amigos

como me orgulho de te conhecer.

 

Mais uma visita, embora curta

ainda aqui estás, já tenho saudades

vais voltar a partir, anseio a tua volta

regressa depressa, cuida-te, vem seguro.

 

tags:
publicado por manu às 23:17
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Nada (2009)

Sem saber muito bem do que falar

porque estou leve, bem tranquilo

podia escrever sobre isto e aquilo

e por aí fora eu poderia continuar

 

Como acredito poder falar de nada

mesmo sem tema eu posso escrever

apenas como um modo de entreter

vou escrever esta poesia imaculada

 

Hoje não haverá nenhum sentimento

muito menos uma situação de vida

não há amor ou paixão em destaque

 

Amanhã quem sabe existirá lamento

talvez até uma frustração acometida

ou de apenas nada, mais outro ataque

 

tags:
publicado por manu às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito
Terça-feira, 5 de Maio de 2009

Artistas nas obras (2009)

Quem me vê, apenas vê a carapaça

olha-me e faz o seu diagnóstico

não sabe o que na cabeça se passa

e depois falha o prognóstico

Quem vê caras, não vê corações

a maioria vive no preconceito

desconhece as minhas aptidões

ignora o que eu tenho feito

Quem me vê, não repara no EU

aposta e faz o seu vaticínio

após me conhecer, já aconteceu

só fala do seu grande fascínio

Mas porque ficam assim admirados

por eu escrever a minha poesia?

poetas não nascem consagrados

todos foram aprendizes um dia

Sou poeta na construção civil

assim chamado pelos companheiros

sou das obras mas não sou um imbecil

tenho mais verbo que os engenheiros

Como eu, há mais de uma centena

que em outras artes são artistas

soldados anónimos sem tempo de antena

e que raramente dão nas vistas

Todos conhecem as suas profissões

mas ignoram o seu real valor

um artista não tem habilitações

nem é menos dotado que um doutor

Há músicos, dançarinos e cantores

muitos talentos na artes plásticas

há novelistas, poetas e escritores

operários com actividades fantásticas

Nas obras existe muita criatividade

que apenas se revela de forma camuflada

as obras são centros de genialidade

mas o mundo é cego e não vê nada

 

tags:
publicado por manu às 21:22
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Homem só (2009)

Quando o homem está só

e sente urgência em falar

como é triste o seu olhar

solidão no homem dá dó

 

Quando não há ninguém

carinho, afecto e conforto

mais valia estando morto

e andar em terras do além

 

Sentimento que fica calado

palavras, quem as vai ouvir

quem ouve o que ele quer

 

Ficar só, quem está talhado

será muito se eu aqui pedir

para o homem uma mulher

 

tags:
publicado por manu às 21:51
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito

Un regalo (2009)

Tengo mi corazón polvoriento

hay una necessidad urgente

un pasado que ya fue presente

que echo de menos

que me hace falta

esta vez por la nostalgia.

Como duele la nostalgia

cuando es igual a la soledad.

Mi lado es un puesto vacante

yo no soy más que un hombre vacío

ninguna perspectiva en el horizonte.

No veo ninguna manera

de salir de esta soledad

no lo veo como puedo escapar

escapar de esta soledad opresiva.

Yo grito al mundo

les pido que me ayuden

pero nadie escucha mi grito

nadie viene en mi rescate.

Estoy solo

voy a quedarme solo hasta siempre

este es mi destino

mi situación

mi triste condición.

Estoy en un punto de no retorno

mi camino termina poco más allá

mi carretera se acaba sola vacía

yo ya lo dijo adiós

a todo lo que no me fue permitido vivir

como dijo lo poeta 

"Palabras que la vejez y la noche me regalan"

 

tags:
publicado por manu às 20:34
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 3 de Maio de 2009

Inspiração II (2009)

És tu inspiração, a minha amada

uma corrente de motes, aluvião

és inquebrável centro de paixão

possuindo-te não preciso de nada

 

És maré de mil palavras sentidas

chove em mim, anónimo deserto

contigo, sinto um oásis por perto

onde cicatrizo as minhas feridas

 

És o som desta minha voz muda

na vida, és o farol que me guia

sem ti eu sentir-me-ia deslocado

 

Tu que nunca me negaste ajuda

ofereces-me o prazer da poesia

e ensinas-me o real significado

 

tags:
publicado por manu às 21:29
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

Solidão III (2009)

Tu sentimento que me incendeias

carcereiro de corações imberbes

diz-me porque de mim te serves

e me subalternizas em tuas teias

 

Porque te alegra a minha lamúria

serei eu alimento para a tua fome

que avidez é essa que te consome

e te faz odiar-me com tanta fúria

 

Diz-me com que te posso aplacar

que devo fazer para não te sentir

se sou humano, menosprezo a dor

 

Porque não me consigo distanciar

quando de ti só me convém fugir

para encontrar um porto acolhedor

 

tags:
publicado por manu às 20:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds