Domingo, 28 de Dezembro de 2008

Onde andas gente? (2008)

Sentado no banco do jardim

observo o mundo em meu redor

vejo homens, mulheres, crianças

vejo rostos

vejo alegria, tristeza, choro

um casal que se ama

ainda se ama...

vejo brincadeiras de crianças

vejo uma mais traquina

a ser repreendida

chora, grita, faz birra

a mãe desespera

mas austéra

diz que chegou a hora de partir

a criança chora

vejo jogos de adultos

jogos de sedução

palavras sussurradas

a ouvidos atentos

sorrisos abertos, brancos

vejo brilhos nos olhares

bocas que se beijam

ainda se beijam...

vejo jogos de reformados

cartas, dominó, xadrez

velhos e menos velhos

em redor de outros velhos

que jogam

cartas, dominó, xadrez

ás de trunfo!

carrão!

xeque-mate!

cada um com seu jogo

aptidão

vejo também solidão

vejo e observo um rosto

nossos olhares cruzam-se

recebo um sorriso

podre, mas sorriso

retribuo com um aceno de cabeça

gesto convidativo

vem, senta-te aqui!

vem falar um pouco!

hesitação

desconfiança

mas por fim... a cedência

- Chamo-me Emanuel, e você?

- O meu nome é Gente.

- Quem tem o nome de... Gente?

digo sorrindo

mas admirado com a resposta

- Toda a gente.

fico sem palavras, não compreendo

- Olha filho!

diz o homem, pouco mais velho que eu

chamado Gente

- Quando reclamam comigo

não me chamam António, Manuel ou João

dizem sempre

" Sai daqui pedaço de gente"

" Mas que gente esta!"

" Porque deixam esta gente andar aqui?"

compreendes agora?

fico calado

sem saber que dizer

o silêncio diz tudo

levanto-me

estendo-lhe a mão

- O meu nome é Emanuel, e o seu?

ele olha-me a mão

hesitante aperta-a

- O meu nome é gente. Pedro gente.

e ri

um riso podre... mas riso

 

sinto-me: gente
publicado por manu às 11:51
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds