Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009

Exercício (2009)

Um poema de Ruy Belo estava a ler

depois parei e pus-me logo a escrever

só para me distrair um pouco, entreter

porque não tinha mais nada para fazer

 

como era o poema? É bom de ver

algo de semelhante me propus conceber

alguns podem não me compreender

outros até se vão entediar, aborrecer

 

podia ir para a rua e desatar a correr

mas está muito frio e eu não ia querer

voltar para a cama por assim adoecer

quando ainda me estou a restabelecer

 

só à rima é que me obrigo a obedecer

da métrica prescindo, não quero saber

este é apenas um momento de lazer

continuo este poema cheio de prazer

 

posso ficar nisto até à noite e escurecer

ou parar um pouco antes só para comer

até quando me convier ou apetecer

por quanto tempo aqui me vou manter?

 

hesito em publicá-lo, dar a conhecer

este poema que em tamanho, está a crescer

escrevo isto sem sequer me aperceber

das suas dimensões, no que me estou a meter

 

enquanto houver rimas vou permanecer

a escrever como um louco, a enlouquecer

a adrenalina sobe, isto está a aquecer

já sinto o calor do meu sangue a ferver

 

já não sei de que rimas me estou a esquecer

acho que não repeti nenhuma, quer me parecer

algumas palavras teimam em desaparecer

se derem conta de algum erro, é só dizer

 

deste poema nunca mais me vou desfazer

até ficou um pouco catita, estou em crer

quero sentir a reacção que vocês vão ter

acho que os vossos comentários vou merecer

 

publicado por manu às 18:30
link do post | favorito
De carlos henriques a 12 de Janeiro de 2009 às 19:55
Boa tarde amigo

Agradeço a tua passagem pelo meu blog.
Espero "ver-te" por lá mais vezes.

[[abraço]]
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds