Domingo, 3 de Maio de 2009

Espontaneidade (2009)

Palavras que surgem sem esforço

dão vida a ideias bem concretas

mesmo não sendo de todo certas

por elas não sinto algum remorso

 

Arremesso no papel a minha sorte

vou dando voz a um ser interior

belo, melodioso e eterno sedutor

que em intelecto é bem mais forte

 

Nunca serei poeta por imposição

nem de um talento nato, sou feito

embora poetize com naturalidade

 

Nasci assim, mantenho a condição

o que me for destinado, eu aceito

porque p'la escrita tenho afinidade

 

tags:
publicado por manu às 19:01
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De inoutyou a 4 de Maio de 2009 às 21:52

E quem "fala" assim, é porque tem muito valor.

E nós sabemos que sim Amigo Emanuel

Abraço
Alex
De manu a 4 de Maio de 2009 às 23:26
Amigo Alex! Esta paixão de tanto anos nunca se apaga. Obrigado pelos comentários elogiosos. Abraço

Comentar post

.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds