Domingo, 28 de Junho de 2009

Quero (2009)

Quero fazer amor contigo agora

em ti eu preciso me envolver

para aplacar este meu querer

sinto urgência pela demora

vem ficar aqui a meu lado

neste leito onde estou deitado

vem até mim, este que te adora

 

Quero-te perto de mim e beijar-te

perfumar-me com o teu suave odor

sentir nos lábios o teu doce sabor

ver o teu corpo como obra de arte

escrever em ti todos os meus poemas

livrar-me destes funestos dilemas

e da infelicidade, poder libertar-te

 

Quero sentir o corpo que me cativa

acariciá-lo até à extrema exaustão

sentir em ti a premente combustão

que suavizarei com a minha saliva

quero adivinhar em ti a fervura

levar-te-ei sem tréguas à loucura

é essa condição que me motiva

 

Quero, o teu corpo, poder sentir

neste meu corpo pleno de desejo

em teu regaço depositar um beijo

e se me deixares, poder repetir

quero fazer em ti todas as delicias

inundar-te com minhas carícias

e voltar a ver o teu rosto sorrir

 

Quero beijar-te de pólo a pólo

vou amimar esse corpo inteiro

serei o teu amante, o teu parceiro

juntos poderemos perder o controlo

não daremos conta dos segundos

estaremos ausentes noutros mundos

do universo seremos núcleo, miolo

 

Quero que te envolvas em mim

sentir-te aninhada no meu peito

dar-te o prazer a que tens direito

e deixar-te perpetuamente assim

fazer amor contigo ao sabor do vento

prolongar no tempo esse momento

esperando que ele não chegue ao fim

 

Quero sentir de ti, todo o calor

poder envolver-me em teus braços

superar todos os receios, embaraços

sem o estorvo de tabus, sem pudor

quero entrar em ti com delicadeza

desfrutar esse momento de beleza

quero, contigo, poder fazer amor

 

Quero ouvir da tua boca um gemido

ver acelerar o ritmo da tua respiração

sentir na pele a nossa transpiração

fruto desse acto, por ambos consentido

só assim concebo haver algum nexo

em unir os nossos corpos pelo sexo

e sentir o prazer por ambos merecido

 

Quero sentir em ti todo o prazer

que sentem dois corpos unidos

perder, por ti, todos os sentidos

e o momento não poder descrever

quero o teu corpo de lés a lés

ondular em ti ao sabor das marés

e quando acabar, voltar a fazer

 

Quero fazer amor contigo, mulher

chamar-te amor, doce, querida

voltar outra vez ao ponto de partida

é a ti que este meu corpo quer

ter-te em meus braços é urgente

digo aquilo que me vai na mente

e sempre direi o que ela quiser

 

Quero sussurrar nos teus ouvidos

e levar-te quase à inconsciência

conseguir ver-te em transparência

quando estiveres a perder os sentidos

salvar-te da insanidade por um triz

deixar no teu rosto um sorriso feliz

ao libertarmos os nossos fluidos

 

Quero-te a meu lado, na minha cama

nestes lençóis quero a tua nudez

poder amar-te uma e outra vez

pois, por ti meu corpo reclama

espero por ti, envolto em ansiedade

quero dar-te pedaços de felicidade

é por ti que este poema chama

 

tags:
publicado por manu às 12:13
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.contador

Counter Stats
gold coast link
gold coast link Couter

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds