Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

Com caneta, papel e inspiração (2009)

Basta-me uma caneta, papel e inspiração

para transformar as palavras em mundos novos;

dou corpo e alma a sentimentos universais,

dou expressão pessoal a medos e desejos.

Com a caneta, papel e inspiração faço ilusionismo,

as palavras ganham vida;

traço o meu rumo, conto a minha história.

Com os desencantos alcanço nova esperança;

com as desilusões aprendo a viver;

dos maus momentos, aproveito o saber;

nos momentos felizes vou buscar energia.

Com uma caneta, papel e inspiração

sou dono e senhor da minha vontade,

desenho por palavras a minha existência

e aprendo a crescer, amadureço.

Com caneta, papel e inspiração

faço poemas que ofereço ao mundo,

exponho as minhas verdades;

dogmáticas ou utópicas.

Escrevo a minha poesia, do meu modo,

retiro para mim apenas realização,

fico satisfeito por tudo partilhar;

nada tenho a esconder,

sou feliz sem precisar de muito.

Com caneta, papel e inspiração

escrevo os meus sonetos imperfeitos

escrevo sextilhas ou redondilhas

escrevo poemas rimados

escrevo poesia livre

escrevo descomplexado.

Com caneta, papel e inspiração

escrevo o que penso

escrevo o que sinto

escrevo o que quero

escrevo o que penso que sinto e quero.

Com caneta, papel e inspiração

escrevo o que fui

o que sou

o que quero ser

o que serei

Com caneta, papel e inspiração

sou mais eu;

sou completo.

Com caneta, papel e inspiração

sou, simplesmente, eu

sou aprendiz de poeta

sou amador do verso.

 

tags:
publicado por manu às 20:49
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De inoutyou a 10 de Julho de 2009 às 23:46

Amigo Emanuel,

" Com caneta, papel e inspiração ", sem dúvida que escreve lindos poemas...disso temos certeza...

Abraço e Bom fim de semana
Alex
De manu a 11 de Julho de 2009 às 19:01
Amigo Alex! Mas também há dias em que, por mais que tente, não sai nada que se veja... Bom fim de semana. Forte abraço.
De Utopia das Palavras a 11 de Julho de 2009 às 22:23
Na aridez do papel versos gravas
Com pena de pássaro azul e sentimento
Paleta de sentires em palavras
Quando a tua alma pede sustento!

Manu...acabei de ler este poema e já vi qua postaste outro...lá vou fazer mais uma quadra :-)

Beijo Maior
De manu a 12 de Julho de 2009 às 10:00
Olá Ausenda!

Escrever significa respirar
e respiro toda a minha poesia
só assim me sei entregar
sem escrever, acho que morria

Beijo Grande

Comentar post

.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds