Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

A Catarina Azevedo (2009)

Poetisa de versos curtos

teus momentos são pérolas

diamantes lapidados a teu gosto

que encantam como a lua branca.

Jóias de uma coroa que te serve

e enfeitam a imagem de ti.

Brilhantes safiras palavreadas

num registo esmeralda.

Rubis de erudição da tua voz

de mil quilates, ouro e platina.

A tua ausência de opala

é um rio de triste cristal

que nos omite a riqueza

dos teus poemas de jade.

Poetisa de tom meigo e cordial

onde ficaram os teus cantos celestes

chorados pelos querubins?

Onde se escondem tuas palavras?

Sentimentos descritos com brevidade

mas nem por isso menos sentidos.

Onde está a poetisa dos versos curtos?

 

tags:
publicado por manu às 18:54
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De Utopia das Palavras a 2 de Outubro de 2009 às 13:59
Decerto que não foi efémero o seu gosto por escrever poesia...vai voltar, ele prometeu-me!

Beijo Maior
De manu a 4 de Outubro de 2009 às 04:09
Olá Ausenda! Espero que ela regresse rápido. Beijo Grande.
De Mírtilo MR a 3 de Outubro de 2009 às 00:47
Manu:

Que belo e brilhante poema! Poema de tantas pedras preciosas por palavras de igual riqueza, beleza e brilho, de poemas ou versos de qual crisóstoma boca ou crisólogo poeta (poetisa), de tão preciosas e belas palavras que afloram de espiritual filão, neste poema por si invocado, louvado e desejado.
Parabéns pelo excelente poema, Manu.

Um abraço.
Mírtilo
De manu a 4 de Outubro de 2009 às 04:15
Amigo Mírtilo! Há não muito tempo li um texto que falava da dependência, que muitos de nós exibimos aqui na virtualidade, pelos poemas de outros. A falta desses pequenos tesouros fazem-nos sentir mais pobres. Esta é apenas uma pequena homenagem a quem escreve versos curtos mas que criam dependência. Abraço.
De M.Luísa Adães a 3 de Outubro de 2009 às 14:51
Aqui estou! Poesia de versos curtos!
mas não é a mim que dedicas os versos e muito
bem.

Gostei muito e achei interessante, "essa dos versos
curtos".

Beijos,

Maria Luísa
De manu a 4 de Outubro de 2009 às 04:18
Olá Maria Luisa! A seu tempo virá também um poema dedicado a si. Quase a totalidade dos meus amigos da virtualidade já foram objecto dos meus escritos. É uma mania minha. Beijos.
De M.Luísa Adães a 4 de Outubro de 2009 às 10:01
Há coisas que não se devem pedir nem lembrar.

Apenas me chamou a atenção "aos versos curtos".

A tua amizade, é para mim suficiente, não necessito de nada em troca, mas agradeço a atenção.

Beijos,

Maria luísa
De manu a 4 de Outubro de 2009 às 15:04
Maria Luisa! Também sou da opinião que as amizades não são para agradecer mas sim para desfrutar. Mas um agradozinho pode-se fazer sempre. Beijos
De Joao Gil a 3 de Outubro de 2009 às 18:22
O tempo apertou do dia para a noite e a frequência com que me posso dedicar ao espaço diminui um pouco. Ainda assim, continua a minha luta para o manter, esperando o apoio dos leitores.

E finalmente, uma nova actualização.

_____________

http://mmeloup.wordpress.com/
De manu a 4 de Outubro de 2009 às 04:20
A falta de tempo parece um mal comum. Mas sempre se arranja uns minutinhos para ler boa poesia. Abraço.
De Utopia das Palavras a 4 de Outubro de 2009 às 00:50
O que eu queria dizer mesmo era:

ELA PROMETEU-ME!

desculpa o erro!!!

Beijo Maior
De manu a 4 de Outubro de 2009 às 04:21
Olá Ausenda! É claro que foi apenas um erro de simpatia. Beijo Grande
De luabranca81 a 5 de Outubro de 2009 às 17:37
ola manu,

Muito obrigada pelo poema, é bom saber que ainda te lembras de mim.
Estive afastada pq andei a acabar o curso e foi um stress muito grande e não tive tempo pra nada mas agora voltarei em breve.
Beijos grandes e adorei o poema.
De manu a 5 de Outubro de 2009 às 22:26
Olá Catarina! Bem-vinda de volta. Eu esquecer-me? Quando isso acontecer, alguma coisa vai muito mal no mundo. Estou em pulgas para voltar a ler os teus "versos curtos". Beijos.
De luabranca81 a 5 de Outubro de 2009 às 17:40
Esqueci-me de uma coisa...
O teu post foi mesmo no dia que acabei o curso.
Obrigada.
De manu a 5 de Outubro de 2009 às 22:30
É mais uma coincidência a juntar a tantas outras na minha vida. Sabes, no dia que fiz o primeiro comentário na blogosfera, a dona desse blogue estava a dar à luz uma menina.
Beijos.

Comentar post

.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Licença poética - convite

. Vida (inédito)

. Incansável

. Parei o tempo

. Ad aeternum

. Convite a todos os que qu...

. Diz-me (2010)

. És aquela que mais amo - ...

. 2 ANOS

. Sê apenas criança (2010)

.arquivos

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.pesquisar

 

.links

.mais comentados

38 comentários
36 comentários
32 comentários
28 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários
21 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub